Latest Headlines
0

Jogo de Torneio #101 – MVC

Décimo e último jogo do MVC na Supporter Week Trophy, temporada 12. O time finalizou a participação com vitória emocionante de 4-3 contra time da VI Divisão da Finlândia.

 

Assim o time encerrou a participação com 19pt, 6 vitórias, 1 empate e 3 derrotas, 28 gols marcados e 23 gols sofridos. Foi o #1963 dentre #11376 participantes.

 

 

Klopps 3 – 4 Chesterton

O fãs do futebol enfrentarão muita chuva no estádio para a partida de hoje. O gramado encontra-se em estado lamentável, devido à chuva. Isso pode causar problemas para os jogadores mais primorosos, principalmente os mais técnicos ou os mais velozes. Para aqueles jogadores que confiam na coragem e na força, isso na verdade significa uma vantagem. . A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: HobbelenCant, Mezen, KytönenSvärd, Kiri, Lindholm, Snellman, EngmanDomingues Lopes, Singh.

, e a lista dos titulares é: AldiniRojas, Oben, StumpfeldPetrović, Uverskiy, Chodorov, Martínez Conde, BerrajaLal, Tapia.

3-5-2 foi a escolha de ambos técnicos para a partida de hoje. O(a) Chesterton vai usar seu ataque pelos flancos de nível colossal para tentar chegar ao gol. Apesar da velocidade no ataque desenvolvida por Kimmo ‘Loppu’ Kiri aos 2 minutos, o cruzamento na área acabou sendo finalizado de uma forma desajeitada por Jarno ‘Liukas’ Engman que bateu fraco deixando fácil para o goleiro adversário defender.Infiltração rápida pela esquerda aos 3 minutos e Petar Petrović, dos visitantes, chuta forte e rasteiro para desempatar: 0 a 1. O jogador do(a) Klopps, Oliver ‘Olli’ Lindholmquase faz em uma bola cruzada da direita aos 34 minutos, mas a bola foi pra fora por pouco. Alguns torcedores chegaram até a gritar gol. Aos 40 minutos, Hilário Domingues Lopes do(a) Klopps, carregou a bola por toda a entrada da grande área. Quando conseguiu ângulo, bateu bem na bola e conseguiu empatar o jogo! A torcida delira e volta a sambar nas arquibancadas! 1 a 1. Após a barreira ser formada quase na marca do pênalti, esta cobrança de falta seria um gol certo para muitos jogadores, mas não para Jaakko ‘Jaska’ Kytönen, que além de não dar a liderança do placar para sua equipe, ainda acertou a cabeça de um policial atrás do gol e ouviu muitas vaias da sua torcida. Numa rápida troca de bola na esquerda, aos 43 minutos, o jogador da equipe do(a) Chesterton, Levent Oben, ficou isolado para marcar. 1 a 2 para os visitantes. Jaakko ‘Jaska’ Kytönen cobrou a falta marcada com o ódio dos deuses e após a bola indefensável ter atingido o fundo da rede, ele pedia silêncio pra torcida adversária. Foi deste modo que a equipe da casa conseguiu arrancar a vantagem dos visitantes, aproveitando a oportunidade aos 44 minutos. 2 a 2. Após 44 minutos a equipe visitante colocou-se na frente do marcador em 2 a 3 quando Tauro Tapia, vindo da esquerda, finalizou com um potente chute cruzado. E 2 a 3 é o resultado quando alcançamos o intervalo do jogo. Os jogadores rumam para os vestiários e enfrentam agora o assédio dos repórteres. Parece que o esquema “tic-tac” do técnico do(a) Klopps funcionou muito bem, já que eles dominaram o meio de campo com 53% da posse de bola ao final desses 45 minutos.

O relógio marcava 52 minutos de jogo quando Chaitanya Singh mostrou sua famosa velocidade, deixando o marcador pra trás e dando um passe perfeito para Henri ‘Hefe’ Svärd marcar um gol para o(a) Klopps. O placar muda para 3 a 3. O jogador do(a) Klopps, Hilário Domingues Lopes, recebeu um cartão amarelo e algumas palavras duras do árbitro depois de uma forte entrada sobre um adversário aos 60 minutos. Já no final do jogo, faltou uma voz de comando no(a) Klopps para organizar os jogadores. A falta de experiência deles fez com que se sentissem perdidos em campo. Um erro dos zagueiros pelo meio aos 81 minutos permitiu a Dmitry Uverskiy marcar um gol para o(a) Chesterton: 3 a 4. A torcida está furiosa com esta turma de paspalhos e grita em coro que assim não dá! A partida vai chegando ao fim, o juiz já podia até acabar, mas decidiu dar mais 2 minutos de acréscimo. Fim de jogo! O resultado ficou em 3 a 4.Klopps demonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 51% durante o final deste tempo.

Dribles desconcertantes! Passes precisos! Calma e parcimônia em cada jogada. Chaitanya Singh, do(a) Klopps, jogou muito essa noite, parecendo ter sugado todo o talento do Freddie ‘Mercury’ Hobbelen que nada fez no jogo. Tzuf Chodorov, do(a) Chesterton, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, enquanto que o Thierry Rojas leva o prêmio Botinha Anatômica pela sua atuação ridícula em campo.

Detalhes de desempenho

Meio-campo excelente (baixo) boa (alto)
Defesa direita boa (mt. baixo) formidável (mt. baixo)
Defesa central boa (baixo) excelente (mt. baixo)
Defesa esquerda boa (mt. alto) formidável (mt. baixo)
Ataque direito excelente (mt. baixo) formidável (baixo)
Ataque central boa (mt. alto) inadequada (baixo)
Ataque esquerdo excelente (baixo) genial (baixo)
Tiro livre indireto
Defesa razoável (baixo) boa (mt. alto)
Ataque inadequada (baixo) razoável (alto)
Orientação
Tática Normal Ataque pelas laterais
Nível (nenhuma tática) colossal
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

0 – 1 Petar Petrović 3′
1 – 1 Hilário Domingues Lopes 40′
1 – 2 Levent Oben 43′
2 – 2 Jaakko ‘Jaska’ Kytönen 44′
2 – 3 Tauro Tapia 44′
3 – 3 Henri ‘Hefe’ Svärd 52′
3 – 4 Dmitry Uverskiy 81′
Hilário Domingues Lopes 60′

Posse de Bola

53%
47%
51%
49%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
8 4
0 Ataque esquerdo 3
1 Ataque central 1
1 Ataque direito 0
4 Outro 0
2 Eventos especiais 0

Estatísticas exclusivas

 

0

Jogo de Torneio #100 – MVC

Nono jogo do MVC na SWT, temporada 9. Vitória 3-0 contra time da VI Divisão da Alemanha.

 

Os espectadores não estão nada contentes com a constante chuva que cai sobre o estádio no dia de hoje. The wet pitch made it difficult for technical or quick players to stand out. For once, the players relying on physical strength gained the upper hand. . A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: DiscanniLefkowitz, Ivanoff, MussiniPonte, Mititean, Wismer, Ruibarbo, KjelsbergAngulo, Lange.

, e os jogadores vão saindo do vestiário: AldiniRojas, Oben, StumpfeldPetrović, Uverskiy, Chodorov, Martínez Conde, BerrajaLal, Tapia.

Enquanto as equipes se preparavam para começar a partida, foi possível perceber que as duas jogarão no 3-5-2. A prioridade de ataques pelas pontas era nítida no(a) Chesterton. O time abria seu jogo para as laterais a todo momento, com nível tático colossal. Uma bola longa colocada na área acabou surpreendendo a esquerda da defesa adversária aos 4 minutos, que esperava um passe curto. Ghiţă Mititean, no entanto não conseguiu chutar em direção ao gol e a bola saiu em direção à arquibancada. A jogada pela direita feita por Joni Ivanoff tinha a intenção de dar a liderança para o(a) Nordend, mas seu chute não tinha apenas a força comparada a um foguete, mas também a direção. O jogador do(a) Nordend, Pietro Mussini, recebeu um cartão amarelo e algumas palavras duras do árbitro depois de uma forte entrada sobre um adversário aos 13 minutos. Infiltração rápida pela esquerda aos 25 minutos e Tzuf Chodorov, dos visitantes, chuta forte e rasteiro para desempatar: 0 a 1. Quando é dado o apito final do primeiro tempo o placar indica: 0 a 1. Este intervalo é um gentil oferecimento da milagrosa caninha de Jarinu, patrocinadora oficial da Seleção Brasileira. No derradeiro minuto, Chesterton se sobressaiu contra seu adversário dominando o meio com 52% da posse de bola!

Uma empolgante jogada pelo meio no 56° minuto deu a Adib Berraja do(a) Chestertonuma chance de aumentar o placar e ele não desapontou. O placar agora é 0 a 2.Claramente por causa da falta de maturidade, Nico Lefkowitz fez uma falta desnecessária na entrada da sua área. O chute não teve qualquer perigo, mas isso não o livrou de ouvir uma bronca furiosa do seu técnico. Após uma arrancada pela esquerda, Adib Berraja quase marcou mais um para o(a) Chesterton aos 81 minutos, mas o cruzamento bateu na trave e saiu, sendo apenas tiro de meta. A partida estava com 87 minutos jogados quando Thierry Rojas entrou pela direita e mandou uma bomba, levando a torcida visitante à loucura. O(a) Chesterton aumentou para 0 a 3.Bravo! As luzes se apagam e mais um espetáculo da bola chega ao fim. O público presente nas cadeiras aplaude o placar, que mostra 0 a 3. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Chesterton. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 51% da posse de bola.

Pelo(a) Nordend, Olivier Angulo fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, parecendo ter sugado todo o talento do Steinar Kjelsberg que nada fez no jogo. Óscar Martínez Conde, do(a) Chesterton, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, Ahmet Ziya Lal foi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre!

Detalhes de desempenho

Meio-campo boa (baixo) boa (alto)
Defesa direita excelente (mt. alto) formidável (baixo)
Defesa central brilhante (alto) excelente (mt. baixo)
Defesa esquerda formidável (mt. baixo) formidável (baixo)
Ataque direito excelente (alto) formidável (mt. baixo)
Ataque central formidável (mt. alto) inadequada (baixo)
Ataque esquerdo boa (alto) genial (mt. alto)
Tiro livre indireto
Defesa boa (alto) boa (mt. alto)
Ataque inadequada (mt. alto) razoável (mt. alto)
Orientação
Tática Normal Ataque pelas laterais
Nível (nenhuma tática) colossal
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

0 – 1 Tzuf Chodorov 25′
0 – 2 Adib Berraja 56′
0 – 3 Thierry Rojas 87′
Pietro Mussini 13′

Posse de Bola

48%
52%
49%
51%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
4 6
0 Ataque esquerdo 2
0 Ataque central 2
2 Ataque direito 1
2 Outro 0
0 Eventos especiais 1

Estatísticas exclusivas

0

Jogo de Torneio #274 – SWT

Décimo e último jogo na tradicional Supporter Week Trophy, temporada 12. Empate em 1-1 contra time da VI Divisão da Espanha.

Assim o time terminou com 5 vitórias, 2 empates e 3 derrotas, 25 gols marcados e 21 gols sofridos. Ficou em #3182 dentre os #11376 participantes.

 

Muita chuva caindo sobre o estádio no dia de hoje. O gramado encontra-se em estado lamentável, devido à chuva. Isso pode causar problemas para os jogadores mais primorosos, principalmente os mais técnicos ou os mais velozes. Para aqueles jogadores que confiam na coragem e na força, isso na verdade significa uma vantagem. , enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: CoenegrachtKervinen, MüderrisWitcher, Kiszi, Zima, RandallAmorim, Miranda.

. A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: VacaSeverino, Giner, CordeiroAlmoíña, Colarte, Ospitaletxe, Argaluza, FaustHernández, Loinaz.

Mengo/Várzea Medicine 3012 começou o jogo num 2-4-2, enquanto o(a) S-pain-verpool entrou em campo num 3-5-2. Mengo/Várzea decidiu usar toda a sua criatividade em campo, utilizando todos os recursos que tinha à mão. S-pain-verpooldecidiu ignorar as laterais e executar ataques mais pelo centro, atingindo um nível lendária na tática. “Pro meeeio”. Inspirados pelo mago Alfafa, até os ataques laterais do(a) S-pain-verpool acabavam indo para o centro. Urtats Argaluza desceu pelo meio, fazendo uma fantástica jogada, que quase deixou o(a) S-pain-verpool tomar a liderança no placar aos 17 minutos, mas Raymon Coenegracht preservou o empate.Depois do cruzamento resultante da cobrança de escanteio de Şahin Müderris na pequena área aos 26 minutos, a bola foi na direção de Otoniel Amorim que teve apenas que escorar de cabeça, praticamente um tiro à queima-roupa, deixando 1 a 0.As ordens do técnico do(a) Mengo/Várzea não foram bem entendidas pelos jogadores, que se mostraram confusos em campo. Com isso o nível de organização caiu para fraca. Vendo que as coisas estavam complicadas para o(a) S-pain-verpool, seu técnico decidiu ousar e trocar as posições de Batista Ospitaletxe e Hades Almoíña no minuto 44. O árbitro da partida soprou o instrumento e pediu a bola sem dar os acréscimos devido a uma forte dor de barriga. 1 a 0 era o placar ao soar o apito do juiz para o intervalo. S-pain-verpool demonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 54% durante o final deste tempo.

Parece que o técnico do(a) Mengo/Várzea conseguiu corrigir algumas falhas táticas durante o intervalo, pois os jogadores voltaram para a partida mais confiantes nas suas posições, o que fez com que a organização subisse de volta pra razoável. Aos 46 minutos, vendo que as coisas estavam feias e atrás no placar, o técnico do(a) S-pain-verpool resolveu mudar e mandou Anwar Faeq pro campo. Quem teve que sair foi Batista Ospitaletxe, que não parecia nada satisfeito ao rumar para o vestiário. Um chapéu, um drible e um chute. Entrando pela direita, Cuono Severino quase marcou o gol do jogo para o(a) S-pain-verpool aos 49 minutos deixando tudo igual, mas o goleiro adversário estragou a jogada. Neste momento, 57 minutos, o placar adverso fez com que o técnico não pensasse duas vezes, até porque a torcida já ensaiava alguns gritos de “burro, burro”. Constantijn Flesch foi o escolhido para tentar mudar o panorama do jogo e Juan Esteban Hernández saiu pra dar lugar ao companheiro de equipe. Mesmo com o time jogando com garra, o placar mostra até o momento que a derrota pode ser inevitável se nada for feito, então aos 62 minutos Sergio Loinaz foi substituído por Manel Canga, tomara que ele entre e resolva. Enquanto Sergio Loinazdeixa o campo, o técnico sinaliza para o Manel Canga ser o novo batedor de faltas. 62 minutos: rápido como uma flecha, Anwar Faeq passou por dois volantes e fez uma assistência para Constantijn Flesch que não teve problemas pra tocar pro fundo da rede, deixando o placar em 1 a 1. Anwar Faeq ganha na corrida, avança sozinho na grande área, toca por cima do goleiro e goooooollll…. NÃO, não foi não. O zagueiro se recupera no último segundo e salva em cima da linha!!! Os jogadores do(a) S-pain-verpool foram claramente instruídos a atacar pelo meio, pois até seu ala deixou a ponta para cair pelo centro. Honorato Cordeiro recebeu um ótimo passe pelo alto, matou no peito e meteu no canto direito de Raymon Coenegracht, que contou com o golpe de vista para que a bola não entrasse (67 minutos). Raymon Coenegracht foi aclamado pela torcida quando mostrou toda sua agilidade aos 68 minutos depois de parar um chute muito forte de Constantijn Flesch dos visitantes. Visivelmente nervosos, alguns jogadores do(a) S-pain-verpool trocavam olhares como se procurassem alguém para acalmá-los. Bravo! As luzes se apagam e mais um espetáculo da bola chega ao fim. O público presente nas cadeiras aplaude o placar, que mostra 1 a 1. No derradeiro minuto, S-pain-verpool se sobressaiu contra seu adversário dominando o meio com 58% da posse de bola!

Pelo(a) Mengo/Várzea, Derrick Witcher fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, enquanto que o Micah Randall leva o prêmio Botinha Anatômica pela sua atuação ridícula em campo. Arturo Colarte, do(a) S-pain-verpool, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, Honorato Cordeiro foi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre!

Detalhes de desempenho

Meio-campo boa (alto) formidável (baixo)
Defesa direita boa (alto) brilhante (baixo)
Defesa central razoável (mt. alto) magnífica (mt. baixo)
Defesa esquerda formidável (baixo) formidável (mt. baixo)
Ataque direito fraca (mt. baixo) boa (mt. baixo)
Ataque central excelente (mt. alto) boa (mt. alto)
Ataque esquerdo inadequada (mt. baixo) boa (baixo)
Tiro livre indireto
Defesa excelente (mt. alto) razoável (mt. alto)
Ataque excelente (baixo) inadequada (baixo)
Orientação
Tática Jogar com criatividade Ataque pelo meio
Nível genial lendária
Estilo de jogo neutro 100% defensivo

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Otoniel Amorim 26′
1 – 1 Constantijn Flesch 62′
Troca de posições Sai  Hades Almoíña
Entra  Batista Ospitaletxe
44′
Substituição Sai  Batista Ospitaletxe
Entra  Anwar Faeq
46′
Substituição Sai  Juan Esteban Hernández
Entra  Constantijn Flesch
57′
Substituição Sai  Sergio Loinaz
Entra  Manel Canga
62′

Posse de Bola

46%
54%
42%
58%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
2 10
0 Ataque esquerdo 0
1 Ataque central 3
0 Ataque direito 1
0 Outro 4
1 Eventos especiais 2

Estatísticas exclusivas

0

Jogo de Torneio #273 – SWT

Nono jogo na SWT, temporada 12. Derrota 1-3 para time da VI Divisão da Holanda.

 

A multidão que compareceu ao estádio hoje foi recebida com muita chuva. Enquanto o campo encharcado é uma vantagem para os jogadores com maior força física, o estado do gramado não é favorável para os atletas que tem como principal característica a técnica ou a velocidade. , e a lista dos titulares é: BarajaLosada, MarxerCortés, Toonder, Staszak, Lof, RönngårdRaimondo, Byberg, Hougardy.

, e os jogadores vão saindo do vestiário: CoenegrachtKervinen, MüderrisWitcher, Kiszi, Zima, RandallAmorim, Miranda.

FC Heteren I está escalado na formação 2-5-3. Já no caso do(a) Mengo/Várzea Medicine 3012, a formação escolhida foi o 2-4-2. Mengo/Várzea decidiu usar toda a sua criatividade em campo, utilizando todos os recursos que tinha à mão. László Kisziquase parecia dançar em volta de Lorenzo Losada, pois seus movimentos eram tão rápidos e habilidosos, ele sabia que se tentasse dar um chapéu perderia a bola, pois o adversário sabe usar a cabeça. Infelizmente para o(a) Mengo/Várzea, o seu toque final não terminou no fundo das redes e foi pela linha de fundo. O relógio marcava 11 minutos de jogo quando Antonio Byberg mostrou sua famosa velocidade, deixando o marcador pra trás e dando um passe perfeito para Valter Rönngård marcar um gol para o(a) Heteren. O placar muda para 1 a 0. Heteren por muito pouco não fez um gol aos 17 minutos quando Janusz Staszak chutou a bola na rede, mas pelo lado de fora, depois de avançar sozinho pela esquerda. O time da casa domina a partida. O ataque do(a) Heteren atropela a defesa central dos visitantes, resultando num gol tranquilo de Félix Cortés, ampliando para 2 a 0 aos 18 minutos. Antonio Byberg fazia o que bem entendia no lado esquerdo do gramado e quase fez um gol para o(a) Heteren, mas os zagueiros do time visitante resolveram trabalhar e conseguiram travá-lo na hora do chute. O árbitro pediu a bola, apontou para o centro do campo e disse que não há tempo para mais nada. Placar parcial: 2 a 0. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Heteren. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 52% da posse de bola.

As coisas pioraram para os visitantes. Antonio Byberg escapou pelo meio da zaga adversária aos 50 minutos, alcançando a vantagem de 3 a 0. Ele beijou o emblema exibido em seu peito e foi comemorar junto da torcida. Depois do cruzamento resultante da cobrança de escanteio de Şahin Müderris na pequena área aos 63 minutos, a bola foi na direção de Sämi Zima que teve apenas que escorar de cabeça, praticamente um tiro à queima-roupa, deixando 3 a 1. As ordens do técnico do(a) Mengo/Várzea não foram bem entendidas pelos jogadores, que se mostraram confusos em campo. Com isso o nível de organização caiu para ruim. Quando a placa indicando 1 minuto extra foi levantada, pude ouvir um dos técnicos reclamando: “Pelo amor de Deus, né, juizão? Quer dar acréscimo ou mais um tempo de jogo?” Mal e mal, o(a) Heteren se segurava como podia no final do jogo, com cada jogador sentindo toda a pressão do estádio sobre seus ombros. Era possível inclusive ver um dos jogadores chorando baixinho por sua mãe. Apita o árbitro, fim da partida! O resultado final é 3 a 1. Heteren demonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 56% durante o final deste tempo.

Diego Baraja, do(a) Heteren, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, Janusz Staszak foi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre! Dribles desconcertantes! Passes precisos! Calma e parcimônia em cada jogada. Derrick Witcher, do(a) Mengo/Várzea, jogou muito essa noite, por outro lado, o que aconteceu com Micah Randall? Parece que desaprendeu a jogar bola!

Detalhes de desempenho

Meio-campo formidável (baixo) boa (mt. alto)
Defesa direita formidável (baixo) excelente (mt. baixo)
Defesa central sobrenatural (mt. alto) boa (mt. baixo)
Defesa esquerda brilhante (baixo) formidável (alto)
Ataque direito boa (mt. alto) fraca (baixo)
Ataque central fenomenal (mt. alto) formidável (mt. baixo)
Ataque esquerdo boa (alto) inadequada (mt. baixo)
Tiro livre indireto
Defesa boa (mt. alto) excelente (mt. alto)
Ataque razoável (alto) excelente (baixo)
Orientação
Tática Normal Jogar com criatividade
Nível (nenhuma tática) genial
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Valter Rönngård 11′
2 – 0 Félix Cortés 18′
3 – 0 Antonio Byberg 50′
3 – 1 Sämi Zima 63′

Posse de Bola

52%
48%
56%
44%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
6 6
3 Ataque esquerdo 0
2 Ataque central 0
0 Ataque direito 4
0 Outro 0
1 Eventos especiais 2

Estatísticas exclusivas

 

0

Jogo de Torneio #272 – SWT

Oitavo jogo na SWT, temporada 12. Quarta vitória seguida no certame, em jogo bem disputado, 3-2 frente  a adversário da VI Divisão da Itália, com gols dos atacantes prata-da-casa: Otoniel Amoril e José Luiz Miranda (2)

 

VKR 2 – 3 Mengo/Várzea

A multidão que compareceu ao estádio hoje foi recebida com muita chuva. The wet pitch made it difficult for technical or quick players to stand out. For once, the players relying on physical strength gained the upper hand. , e os jogadores vão saindo do vestiário: MagonaraBelmonte, Berberi, MahengeSandborg, Varimezov, Mancini, Barboza, DelfinoPewal, Piseddu.

. A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: CoenegrachtKervinen, MüderrisWitcher, Kiszi, Zima, RandallAmorim, Miranda.

Hoje será um dia de disputa entre filosofias futebolísticas distintas, já que o time da casa decidiu começar o jogo com um 3-5-2 enquanto os visitantes escolheram o 2-4-2.Era nítido o jogo pelas laterais do(a) VKR, que atingiu o nível mágica, acionando os alas a todo momento. Mengo/Várzea decidiu usar toda a sua criatividade em campo, utilizando todos os recursos que tinha à mão. Inacreditável quando Şahin Müderrisdo(a) Mengo/Várzea errou a cobrança de pênalti chutando muito fora do alvo, uma grande chance de assumir a liderança desperdiçada aos 8 minutos. VKR teve uma boa chance de passar a frente no marcador quando Tobias Sandborg deixou todos desnorteados avançando pela esquerda, mas a oportunidade foi perdida no momento em que seu chute foi por cima do gol aos 16 minutos. Aos 34 minutos, Libero Delfinodo(a) VKR chegou atrasado em uma dividida, inevitavelmente cometendo uma falta dura. O juiz considerou a falta intencional e ‘amarelou’ o jogador! O nó tático prometido pelo técnico do(a) Mengo/Várzea não está dando certo e os jogadores estão muito confusos em campo. Com isso a organização caiu para razoável. Acerte o seu aí que eu arredondo o meu aqui. O juiz aponta o centro do campo e termina esta etapa. 0 a 0. As torcidas aproveitam o intervalo e estendem faixas pedindo PAZ nos estádios de futebol. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Mengo/Várzea. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 53% da posse de bola.

Parece que o técnico do(a) Mengo/Várzea conseguiu corrigir algumas falhas táticas durante o intervalo, pois os jogadores voltaram para a partida mais confiantes nas suas posições, o que fez com que a organização subisse de volta pra boa. Aos 60 minutos, o técnico do(a) VKR quis dar nova cara ao time e sacou Georg Pewal de campo. Þór Ragnarsson o substituirá. Não se sabe se as vaias da torcida são para o técnico ou para o jogador. Escanteio aos 62 minutos: László Kiszi recebe a bola e cruza, o goleiro tentou encaixar, mas a pelota escorregou e escapuliu sem controle. Foi a chance que Otoniel Amorim precisava para marcar. Com um soco no ar, ele beijou o emblema do(a) Mengo/Várzea e correu pro abraço. 0 a 1. Aos 63 minutos, com um tiro lá do meio da rua, John Mahenge do(a) VKR colocou a bola no ângulo! O goleiro adversário completou a foto com um salto espetacular, mas sem conseguir alcançar. 1 a 1. Aos 70 minutos o(a) VKR teve uma grande chance para assumir a liderança depois de um bom passe em profundidade pela direita que encontrou Libero Delfino apenas com o goleiro à sua frente, mas ele tentou a finta pro lado errado e o goleiro conseguiu agarrar a bola se jogando corajosamente no chão. Um erro dos zagueiros pelo meio aos 72 minutos permitiu a José Luiz Miranda marcar um gol para o(a) Mengo/Várzea: 1 a 2. A torcida está furiosa com esta turma de paspalhos e grita em coro que assim não dá!Após algumas trocas brilhantes de passes na lateral direita, Cezinha Barboza do(a) VKRempata o jogo aos 76 minutos. O placar agora é 2 a 2. Centímetros. Foi o que separou o(a) Mengo/Várzea de tomar a vantagem no confronto, num ataque pela esquerda. A bola disparada por Derrick Witcher aos 79 minutos passou rente à trave esquerda, dando um susto no goleiro Giuseppe Magonara. Mal e mal, o(a) VKR se segurava como podia no final do jogo, com cada jogador sentindo toda a pressão do estádio sobre seus ombros. Era possível inclusive ver um dos jogadores chorando baixinho por sua mãe.José Luiz Miranda, do(a) Mengo/Várzea, mostrou o mais fino futebol aos 81 minutos após receber um passe da esquerda, driblar dois marcadores e marcar um belíssimo gol. A torcida da casa está estarrecida, e os visitantes assumem a liderança. 2 a 3 no placar. Fim de jogo! O resultado ficou em 2 a 3. Será que a equipe Mengo/Várzea é treinada pelo Pep Guardiola? O fato é que eles dominaram estes últimos minutos com 52% de posse de bola.

Dribles desconcertantes! Passes precisos! Calma e parcimônia em cada jogada. Gianluca ‘Cobra’ Piseddu, do(a) VKR, jogou muito essa noite, Armindo Belmonte não teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz. Derrick Witcher, do(a) Mengo/Várzea deu um show à parte, desconcertando a todos com seu jogo de encher os olhos, parecendo ter sugado todo o talento do Micah Randall que nada fez no jogo.

Detalhes de desempenho

Meio-campo boa (alto) excelente (mt. baixo)
Defesa direita inadequada (alto) excelente (mt. baixo)
Defesa central formidável (mt. baixo) boa (mt. baixo)
Defesa esquerda fenomenal (baixo) formidável (mt. alto)
Ataque direito excelente (alto) fraca (baixo)
Ataque central formidável (mt. alto) formidável (baixo)
Ataque esquerdo fenomenal (mt. alto) inadequada (baixo)
Tiro livre indireto
Defesa fenomenal (mt. alto) excelente (mt. alto)
Ataque fenomenal (mt. baixo) excelente (baixo)
Orientação
Tática Ataque pelas laterais Jogar com criatividade
Nível mágica genial
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

0 – 1 Otoniel Amorim 62′
1 – 1 John Mahenge 63′
1 – 2 José Luiz Miranda 72′
2 – 2 Cezinha Barboza 76′
2 – 3 José Luiz Miranda 81′
Libero Delfino 34′
Substituição Sai  Georg Pewal
Entra  Þór Ragnarsson
60′

Posse de Bola

47%
53%
48%
52%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
4 7
1 Ataque esquerdo 2
0 Ataque central 1
2 Ataque direito 2
1 Outro 1
0 Eventos especiais 1

Estatísticas exclusivas

 

0

Jogo de Torneio #271 – SWT

Sétimo jogo na SWT, temporada 12. O time conseguiu usa terceira vitóra seguida, graças a dois gols do meia húngaro Lázló Kiszi. 2-0 contra time da VI divisão da Finlândia.

 

Dark skies made the crowd at the stadium today a little nervous, but the rain held off. , enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: CoenegrachtKervinen, MüderrisWitcher, Kiszi, Zima, RandallAmorim, Miranda.

, e a lista dos titulares é: HavukainenKemetmüller, Weitershausen, SarastePrévost, Mariño, Garat, KuitunenPaukkeri, Barbosa, Skog.

Mengo/Várzea Medicine 3012 começou o jogo num 2-4-2, enquanto o(a) Hofstadtersentrou em campo num 3-4-3. O técnico do(a) Mengo/Várzea instruiu seus jogadores que priorizassem suas habilidades especiais e usassem a criatividade. GOLAÇO!! Aos 6 minutos László Kiszi desempata o jogo para o(a) Mengo/Várzea numa meia-bicicleta, depois de uma tabela pelo meio da defesa adversária. O jogo agora está em 1 a 0.Micah Randall deveria ter feito mais um gol pelo meio para o seu time no 13º minuto, mas Arttur Havukainen com uma bela defesa manteve os visitantes na partida. 23 minutos: depois de uma série de puxões e empurrões, Thomas Prévost do(a) Hofstadters recebeu um cartão amarelo. Uma grande defesa do goleiro Arttur Havukainen no 27º minuto manteve os visitantes no jogo quando Veikko Kervinen, pela esquerda, disparou uma verdadeira bomba. José Luiz Miranda do(a) Mengo/Várzea viu seu bom chute atingir o travessão e sair, resultado de um grande trabalho de seus companheiros de equipe pelo meio. O árbitro da partida soprou o instrumento e pediu a bola sem dar os acréscimos devido a uma forte dor de barriga. 1 a 0 era o placar ao soar o apito do juiz para o intervalo. Será que a equipe Mengo/Várzea é treinada pelo Pep Guardiola? O fato é que eles dominaram estes últimos minutos com 58% de posse de bola.

Uma grande defesa do goleiro Arttur Havukainen aos 52 minutos manteve os visitantes no páreo quando László Kiszi disparou uma verdadeira bomba pela esquerda. José Luiz Miranda fazia o que bem entendia no lado esquerdo do gramado e quase fez um gol para o(a) Mengo/Várzea, mas os zagueiros do time visitante resolveram trabalhar e conseguiram travá-lo na hora do chute. O nó tático prometido pelo técnico do(a) Mengo/Várzea não está dando certo e os jogadores estão muito confusos em campo. Com isso a organização caiu para razoável. Aos 65 minutos, vendo que as coisas estavam feias e atrás no placar, o técnico do(a) Hofstadters resolveu mudar e mandou Vesa-Matti Degerman pro campo. Quem teve que sair foi Henning Weitershausen, que não parecia nada satisfeito ao rumar para o vestiário. As ordens do técnico do(a) Mengo/Várzea não foram bem entendidas pelos jogadores, que se mostraram confusos em campo. Com isso o nível de organização caiu para inadequada. O que é que eu vou dizer lá em casa? Que chocolate! László Kiszi vai pelo meio e marca mais um para o time da casa. 2 a 0 para o(a) Mengo/Várzea, e a aula ainda não terminou. Protestos de toda torcida quando o juiz mostrou apenas um amarelo a Sami Saraste do(a) Hofstadters, após cometer uma falta por trás aos 81 minutos. Muitos achavam que o jogador deveria ter sido expulso. Fim de papo! E a PM cerca o trio de arbitragem. Pura marra do árbitro que pediu policiamento, pois ninguém reclama do 2 a 0. Parece que o esquema “tic-tac” do técnico do(a) Mengo/Várzea funcionou muito bem, já que eles dominaram o meio de campo com 53% da posse de bola ao final desses 45 minutos.

Derrick Witcher, do(a) Mengo/Várzea, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, Micah Randallfoi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre! Pelo(a) Hofstadters, Zeferino Barbosa fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, Arttur Havukainen não teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz.

Detalhes de desempenho

Meio-campo excelente (mt. baixo) razoável (baixo)
Defesa direita excelente (mt. baixo) formidável (mt. baixo)
Defesa central boa (mt. baixo) boa (mt. alto)
Defesa esquerda formidável (mt. alto) formidável (alto)
Ataque direito fraca (baixo) formidável (baixo)
Ataque central formidável (baixo) magnífica (baixo)
Ataque esquerdo inadequada (baixo) formidável (mt. baixo)
Tiro livre indireto
Defesa excelente (mt. alto) razoável (mt. baixo)
Ataque excelente (alto) razoável (alto)
Orientação
Tática Jogar com criatividade Normal
Nível genial (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 László Kiszi 6′
2 – 0 László Kiszi 79′
Thomas Prévost 23′
Sami Saraste 81′
Formação Sai  Henning Weitershausen
Entra  Vesa-Matti Degerman
Normal Para  Ofensivo
ZC  Para  MCC
3-4-3  Para  2-5-3
65′

Posse de Bola

58%
42%
53%
47%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
9 1
3 Ataque esquerdo 0
4 Ataque central 0
2 Ataque direito 0
0 Outro 1
0 Eventos especiais 0

Estatísticas exclusivas

 

0

Jogo de Torneio #271- SWT

Sexto jogo na SWT, temporada 12. Vitória de 4-2 contra time da VI Divisão da Itália.

 

Mengo/Várzea 4 – 2 GS

The clouds were hanging menacingly over the stadium today. , e os jogadores vão saindo do vestiário: CoenegrachtKervinen, MüderrisOjaniemi, Witcher, Kiszi, Zima, RandallAmorim, Miranda.

, enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: VernilloDelussu, Bauchiero, TansiniMacario, Segato, Gandola, Uccello, SavoldiniFolino, Elena.

Mengo/Várzea Medicine 3012 está escalado na formação 2-5-2. Já no caso do(a) GS 77, a formação escolhida foi o 3-5-2. Mengo/Várzea decidiu usar toda a sua criatividade em campo, utilizando todos os recursos que tinha à mão. Aos 2 minutos a torcida gritava freneticamente o nome de Sämi Zima! Placas de “EU JÁ SABIA” eram erguidas após a brecha que ele encontrou na defesa central adversária, matando a jogada e fazendo 1 a 0 para o(a) Mengo/Várzea! Şahin Müderris, do(a) Mengo/Várzea, aumentou para 2 a 0 depois de um pênalti batido com precisão aos 8 minutos. Na comemoração ele mergulhou pelo gramado em direção à bandeirinha de escanteio e quase deu com a cabeça nela. Os jogadores do(a) Mengo/Várzea estavam confusos com a nova tática adotada pelo técnico. Até que eles consigam se entrosar, provavelmente darão muitas cabeçadas. Isso fez com que a organização caísse pra inadequada. Serafino Macario era soberano na sua lateral, e fazendo um cruzamento perfeito aos 38 minutos, deixou Andrea Segato em ótimas condições para fazer o gol, mas a bola foi para longe. A defesa não estava preparada para a jogada ensaiada do(a) Mengo/Várzea. Depois da falta na intermediária, a bola foi virada de um lado para outro, até que José Luiz Miranda apareceu livre para conferir: 3 – 0 aos 39 minutos de jogo. 42 minutos: Os torcedores do time da casa até pararam de batucar quando os visitantes diminuíram a diferença em uma jogada pelo meio. Roberto Uccello do(a) GSdominou a bola pelo meio, girou, deslocou o marcador e chutou. Golaço! 3 a 1 no placar. Um dos destaques do jogo foi Serafino Macario, que se revelou um garçom, servindo a seus companheiros com cruzamentos perfeitos vindos da lateral. Um deles aos 43 minutos particularmente impressionou, mas Andrea Segato não fez jus e seu chute acabou errando o alvo. Andrea Segato do(a) GS apareceu livre na entrada da grande área e chutou forte, quase acertando um fotógrafo que se posicionava perto da trave esquerda (43 minutos). Quando é dado o apito final do primeiro tempo o placar indica: 3 a 1. Este intervalo é um gentil oferecimento da milagrosa caninha de Jarinu, patrocinadora oficial da Seleção Brasileira. Será que a equipe Mengo/Várzea é treinada pelo Pep Guardiola? O fato é que eles dominaram estes últimos minutos com 53% de posse de bola.

O técnico do(a) Mengo/Várzea continua tentando levar a organização do time de volta a um nível pelo menos boa, fazendo com que o time se encontre em campo na nova formação tática. Depois do cruzamento resultante da cobrança de escanteio de Şahin Müderris na pequena área aos 59 minutos, a bola foi na direção de Sämi Zima que teve apenas que escorar de cabeça, praticamente um tiro à queima-roupa, deixando 4 a 1.É… Tem jogador batendo cabeça no posicionamento… Será que essa é realmente a melhor formação para o(a) Mengo/Várzea? A organização está caindo pra inadequada.Ai! Essa doeu até em mim. Cartão amarelo para Antti Ojaniemi no 80º minuto, justíssimo. As ordens do técnico do(a) Mengo/Várzea não foram bem entendidas pelos jogadores, que se mostraram confusos em campo. Com isso o nível de organização caiu para péssima. Os visitantes reduziram para 4 a 2, quando Antonio Savoldinimarcou, depois de uma jogada construída pela esquerda aos 84 minutos. A partida vai chegando ao fim, o juiz já podia até acabar, mas decidiu dar mais 1 minuto de acréscimo. Fim de papo! E a PM cerca o trio de arbitragem. Pura marra do árbitro que pediu policiamento, pois ninguém reclama do 4 a 2. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) GS. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 51% da posse de bola.

Pelo(a) Mengo/Várzea, Derrick Witcher fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, Micah Randall foi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre! Dribles desconcertantes! Passes precisos! Calma e parcimônia em cada jogada. Riccardo Folino, do(a) GS, jogou muito essa noite,enquanto que o Enrico Vernillo leva o prêmio Botinha Anatômica pela sua atuação ridícula em campo.

Detalhes de desempenho

Meio-campo excelente (mt. alto) excelente (baixo)
Defesa direita formidável (mt. baixo) formidável (alto)
Defesa central boa (mt. alto) formidável (baixo)
Defesa esquerda fenomenal (mt. baixo) formidável (mt. alto)
Ataque direito fraca (mt. alto) excelente (baixo)
Ataque central excelente (baixo) fenomenal (baixo)
Ataque esquerdo fraca (alto) genial (alto)
Tiro livre indireto
Defesa formidável (baixo) excelente (mt. baixo)
Ataque formidável (mt. baixo) boa (alto)
Orientação
Tática Jogar com criatividade Normal
Nível titânica (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro 100% ofensivo

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Sämi Zima 2′
2 – 0 Şahin Müderris 8′
3 – 0 José Luiz Miranda 39′
3 – 1 Roberto Uccello 42′
4 – 1 Sämi Zima 59′
4 – 2 Antonio Savoldini 84′
Antti Ojaniemi 80′

Posse de Bola

53%
47%
49%
51%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
8 6
3 Ataque esquerdo 1
1 Ataque central 1
1 Ataque direito 1
2 Outro 1
1 Eventos especiais 2

Estatísticas exclusivas

 

0

Jogo de Torneio #270 – SWT

Quinto jogo na SWT, temporada 12. Em jogo equilibrado, vitória 1-0 contra time da III Divisão da Moldávia.

 

Weather conditions were fairly good for football at the stadium today. , e a lista dos titulares é: PloomLuczás, Băietrău, Moroz, Visoţchii, RîhleaBlajin, Handaric, Ebrahimi, StetsenkoChitoroagă.

, enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: CoenegrachtKervinen, MüderrisOjaniemi, Witcher, Kiszi, Zima, RandallAmorim, Miranda.

rwiddolf fc está escalado na formação 5-4-1. Já no caso do(a) Mengo/Várzea Medicine 3012, a formação escolhida foi o 2-5-2. Com um contra-ataque de nível sobrenatural , o(a) rwiddolf espera compensar seu menor domínio no meio de campo contra o adversário. O técnico do(a) Mengo/Várzea instruiu seus jogadores que priorizassem suas habilidades especiais e usassem a criatividade. Os jogadores do(a) Mengo/Várzeaestavam confusos com a nova tática adotada pelo técnico. Até que eles consigam se entrosar, provavelmente darão muitas cabeçadas. Isso fez com que a organização caísse pra inadequada. Uma falta sofrida por um defensor do(a) rwiddolf que avançava rápido ligando um contra-ataque quase resultou num gol, a distância era grande, mas o chute de Márk Luczás bateu na trave fazendo um estrondo. Os jogadores do(a) Mengo/Várzea tentavam encontrar suas posições no campo, mas predominou a confusão e a organização que já não estava lá essas coisas, acabou caindo pra inadequada. A experiência de Otoniel Amorim quase deu à equipe do(a) Mengo/Várzeaum gol no 28º minuto, mas o goleiro executou uma grande defesa. rwiddolf criava vários contra-ataques, e um deles proporcionou uma grande chance para Borzou Ebrahimi no lado direito, mas ele olhou desapontado a bola bater na trave e sair.Acerte o seu aí que eu arredondo o meu aqui. O juiz aponta o centro do campo e termina esta etapa. 0 a 0. As torcidas aproveitam o intervalo e estendem faixas pedindo PAZ nos estádios de futebol. Será que a equipe Mengo/Várzea é treinada pelo Pep Guardiola? O fato é que eles dominaram estes últimos minutos com 69% de posse de bola.

A informação que nos chega dos vestiários é que o técnico do(a) Mengo/Várzearepassou as táticas, tentando melhorar alguns problemas vistos na partida. Isso deve levar a organização de volta pra boa. Um dos contra-ataques do(a) rwiddolf resultou numa cobrança de falta, mas a cobrança do Márk Luczás foi facilmente defendida pelo guarda-metas. A pressão da torcida no final do jogo se mostrou ser demais para os inexperientes jogadores do(a) rwiddolf, que simplesmente esqueceram de como se joga bola. Depois de uma cobrança de escanteio aos 78 minutos, Antti Ojaniemiescorou a bola para o miolo da pequena área, e os torcedores do(a) Mengo/Várzeaviram Veikko Kervinen sobrar com a bola no meio da confusão e chutar de qualquer maneira para o gol deixando 0 a 1 no placar. O nó tático prometido pelo técnico do(a) Mengo/Várzea não está dando certo e os jogadores estão muito confusos em campo. Com isso a organização caiu para inadequada. Termina o jogo e o placar mostra 0 a 1.Parece que o esquema “tic-tac” do técnico do(a) Mengo/Várzea funcionou muito bem, já que eles dominaram o meio de campo com 74% da posse de bola ao final desses 45 minutos.

Dribles desconcertantes! Passes precisos! Calma e parcimônia em cada jogada. Tauno Ploom, do(a) rwiddolf, jogou muito essa noite, Vlad Rîhlea foi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre! Minhas retinas fatigadas vão guardar a imagem do Derrick Witcher armando suas jogadas, se destacando no meio do escrete do(a) Mengo/Várzea, enquanto que o Micah Randall leva o prêmio Botinha Anatômica pela sua atuação ridícula em campo.

Detalhes de desempenho

Meio-campo fraca (baixo) excelente (mt. alto)
Defesa direita sobrenatural (mt. baixo) excelente (baixo)
Defesa central colossal (mt. baixo) boa (mt. baixo)
Defesa esquerda genial (mt. alto) formidável (baixo)
Ataque direito ruim (mt. alto) inadequada (baixo)
Ataque central péssima (alto) formidável (baixo)
Ataque esquerdo fraca (mt. baixo) inadequada (mt. baixo)
Tiro livre indireto
Defesa excelente (mt. alto) formidável (alto)
Ataque inadequada (alto) formidável (mt. baixo)
Orientação
Tática Contra-ataque Jogar com criatividade
Nível sobrenatural titânica
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

0 – 1 Veikko Kervinen 78′

Posse de Bola

31%
69%
26%
74%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
3 12
0 Ataque esquerdo 5
0 Ataque central 2
1 Ataque direito 3
2 Outro 0
0 Eventos especiais 2

Estatísticas exclusivas

0

Jogo de Torneio #269 – SWT

Quarto jogo na SWT, temporada 12. Empate 2-2 contra time da VI Divisão da Itália.

 

Clear skies welcomed the spectators who had made their way to the stadium today. , confira comigo a escalação: CoenegrachtKervinen, MüderrisOjaniemi, Witcher, Kiszi, Zima, RandallAmorim, Miranda.

, enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: PlaneValencia, Jaśkowski, KurtymovFranzoni, Campos Vale, Danilović, van Beelen, DobrinovićRamiro Muñoz, Minervino.

Os time escolheram formações diferentes para começar a partida. Os donos da casa, Mengo/Várzea Medicine 3012, optaram pelo 2-5-2, enquanto os visitantes, FC Blaster Master, decidiram jogar com um 3-5-2. Mengo/Várzea decidiu usar toda a sua criatividade em campo, utilizando todos os recursos que tinha à mão. Blaster assume a liderança no placar, que agora mostra 0 a 1. O gol foi feito por Igor Dobrinović aos 24 minutos, após uma tabela do tipo “um-dois” pelo meio da zaga central adversária e um perfeito chute no canto direito. É… Tem jogador batendo cabeça no posicionamento… Será que essa é realmente a melhor formação para o(a) Mengo/Várzea? A organização está caindo pra inadequada. Os jogadores do(a) Blaster estavam confusos com a nova tática adotada pelo técnico. Até que eles consigam se entrosar, provavelmente darão muitas cabeçadas. Isso fez com que a organização caísse pra ruim. Peeeenalidaaade máaaximaaaaaa!!!! Aos 38 minutos, quem cobra é Şahin Müderris. E empata o jogo deixando tudo igual: 1 a 1. 40 minutos: Sava Danilović achou que o talentoso László Kiszi fosse cruzar a bola e se preparou pra cortar de cabeça, já que sabe fazer isso como poucos, mas ele pulou antes da hora e foi driblado brilhantemente. Sorte que o guarda metas estava atento se antecipou, agarrando com firmeza a bola. Protestos de toda torcida quando o juiz mostrou apenas um amarelo a Rafael Ramiro Muñoz do(a) Blaster, após cometer uma falta por trás aos 42 minutos. Muitos achavam que o jogador deveria ter sido expulso. Quando é dado o apito final do primeiro tempo o placar indica: 1 a 1. Este intervalo é um gentil oferecimento da milagrosa caninha de Jarinu, patrocinadora oficial da Seleção Brasileira. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Mengo/Várzea. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 54% da posse de bola.

Com a ajuda de sua folclórica prancheta o técnico do(a) Mengo/Várzea demonstrou a tática para o time, que retornou ao nível de organização boa. O técnico do(a) Blastercontinua tentando levar a organização do time de volta a um nível pelo menos razoável, fazendo com que o time se encontre em campo na nova formação tática.GOLAÇO!! Aos 57 minutos László Kiszi desempata o jogo para o(a) Mengo/Várzeanuma meia-bicicleta, depois de uma tabela pelo meio da defesa adversária. O jogo agora está em 2 a 1. Os jogadores do(a) Blaster tentavam encontrar suas posições no campo, mas predominou a confusão e a organização que já não estava lá essas coisas, acabou caindo pra inadequada. O nó tático prometido pelo técnico do(a) Mengo/Várzeanão está dando certo e os jogadores estão muito confusos em campo. Com isso a organização caiu para inadequada. As ordens do técnico do(a) Blaster não foram bem entendidas pelos jogadores, que se mostraram confusos em campo. Com isso o nível de organização caiu para inadequada. Os visitantes empataram em 2 a 2 no 80º minuto quando Thomas Campos Vale pegou o tempo da bola que foi cruzada para ele e aproveitando, soltou um forte voleio da direita. O nó tático prometido pelo técnico do(a) Mengo/Várzea não está dando certo e os jogadores estão muito confusos em campo. Com isso a organização caiu para ruim. A partida vai chegando ao fim, o juiz já podia até acabar, mas decidiu dar mais 1 minuto de acréscimo. Mal e mal, o(a) Blasterse segurava como podia no final do jogo, com cada jogador sentindo toda a pressão do estádio sobre seus ombros. Era possível inclusive ver um dos jogadores chorando baixinho por sua mãe. Fim de papo! E a PM cerca o trio de arbitragem. Pura marra do árbitro que pediu policiamento, pois ninguém reclama do 2 a 2. No derradeiro minuto, Mengo/Várzea se sobressaiu contra seu adversário dominando o meio com 51% da posse de bola!

Pelo(a) Mengo/Várzea, Derrick Witcher fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, Micah Randall não teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz. Minhas retinas fatigadas vão guardar a imagem do Erminio Minervino armando suas jogadas, se destacando no meio do escrete do(a) Blaster, por outro lado, o que aconteceu com Paweł Jaśkowski? Parece que desaprendeu a jogar bola!

Detalhes de desempenho

Meio-campo excelente (mt. alto) boa (mt. alto)
Defesa direita excelente (baixo) formidável (mt. alto)
Defesa central boa (mt. baixo) formidável (baixo)
Defesa esquerda formidável (baixo) formidável (alto)
Ataque direito inadequada (baixo) excelente (baixo)
Ataque central formidável (mt. baixo) formidável (baixo)
Ataque esquerdo inadequada (mt. baixo) excelente (mt. baixo)
Tiro livre indireto
Defesa formidável (baixo) boa (baixo)
Ataque formidável (mt. baixo) razoável (alto)
Orientação
Tática Jogar com criatividade Normal
Nível titânica (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

0 – 1 Igor Dobrinović 24′
1 – 1 Şahin Müderris 38′
2 – 1 László Kiszi 57′
2 – 2 Thomas Campos Vale 80′
Rafael Ramiro Muñoz 42′

Posse de Bola

54%
46%
51%
49%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
6 4
0 Ataque esquerdo 0
1 Ataque central 1
3 Ataque direito 2
1 Outro 1
1 Eventos especiais 0

Estatísticas exclusivas

0

Jogo de Torneio #268 – SWT

Terceiro jogo na SWT, temporada 12. Dura derrota de 2-6 contra time da VI Divisão da Itália.

 

Clouds darkened the skies at the stadium today. , e a lista dos titulares é: CoenegrachtKervinen, MüderrisOjaniemi, Witcher, Kiszi, Zima, RandallAmorim, Miranda.

. A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: PătraşcuErlendsson, GálMarsico, Ćwik, Mudersbach, Samúelsson, BurdisBen Shahar, Ćorluka, Martinho.

Mengo/Várzea Medicine 3012 está escalado na formação 2-5-2. Já no caso do(a) Atletico Settimo F.C., a formação escolhida foi o 2-5-3. Mengo/Várzea resolveu dar prioridade à criatividade. 5 minutos: Arnaldur Erlendsson do(a) Atletico deu a vantagem aos visitantes depois de uma sequência de jogadas pelo meio. Placar: 0 a 1.Aos 12 minutos, Şahin Müderris do(a) Mengo/Várzea, carregou a bola por toda a entrada da grande área. Quando conseguiu ângulo, bateu bem na bola e conseguiu empatar o jogo! A torcida delira e volta a sambar nas arquibancadas! 1 a 1. O(a) Mengo/Várzea criou uma boa oportunidade para marcar no 16º minuto de jogo quando Şahin Müderris chutou colocado da esquerda, mas o goleiro conseguiu desviar. Ai! Essa doeu até em mim. Cartão amarelo para Şahin Müderris no 21º minuto, justíssimo. Antti Ojaniemi do(a) Mengo/Várzea teve inicialmente um bom momento na lateral, mas a marcação chegou e ele mudou os planos lançando Derrick Witcher, que de algum jeito conseguiu se enrolar todo com a bola, a deixando ir pra longe. Após 30 minutos a equipe visitante colocou-se na frente do marcador em 1 a 2 quando Wojciech Ćwik, vindo da esquerda, finalizou com um potente chute cruzado. Aproveitando o espaço no lado esquerdo do ataque, Danijel Ćorluka alargou o placar para 1 a 3 aos 32 minutos.Paolo Marsico era soberano na sua lateral, e fazendo um cruzamento perfeito aos 33 minutos, deixou Gil Li Ben Shahar em ótimas condições para fazer o gol, mas a bola foi para longe. A defesa não estava preparada para a jogada ensaiada do(a) Atletico. Depois da falta na intermediária, a bola foi virada de um lado para outro, até que Paolo Marsico apareceu livre para conferir: 1 – 4 aos 43 minutos de jogo. Defeeeende Cristian Pătraşcu!! Depois de um chute a queima-roupa de Antti Ojaniemi aos 43 minutos, o goleirão faz milagre no jogo. O árbitro da partida soprou o instrumento e pediu a bola sem dar os acréscimos devido a uma forte dor de barriga. 1 a 4 era o placar ao soar o apito do juiz para o intervalo. No derradeiro minuto, Mengo/Várzea se sobressaiu contra seu adversário dominando o meio com 51% da posse de bola!

Um drible fantástico no meio aos 73 minutos, tirando dois marcadores do lance de uma só vez foi o ponto de partida deste gol. A torcida da casa vibrou quando Derrick Witcher invadiu a área e chutou, reduzindo para 2 a 4. Frans Mudersbach do(a) Atleticorecebeu um cartão amarelo aos 74 minutos por ficar colocando o pé na frente da bola, impedindo a cobrança de falta do time adversário. O jogador fazendo cara de vítima é vaiado sem dó pela torcida adversária. Alguns torcedores do time da casa deixam o estádio quando, aos 77 minutos, Danijel Ćorluka se infiltra pela direita e bate forte, sem chance para o goleirão, aumentando a vantagem do(a) Atletico para 2 a 5.Wojciech Ćwik quase aumentou a liderança dos visitantes com um belo chute de fora da área aos 80 minutos, mas Raymon Coenegracht agilmente afastou o perigo, chutando de qualquer maneira. Aos 81 minutos, o juiz já estava no limite de sua paciência, quando Micah Randall deu outra entrada com mais força que o necessário e por isso o esperado cartão amarelo foi mostrado para o representante do(a) Mengo/Várzea. Aos 84 minutos, Apolinário Martinho aproveitou o espaço no lado direito da defesa para aumentar a vantagem do(a) Atletico para 2 a 6. O jogo teve algumas faltas e paradas para atendimentos aos jogadores, então o juiz dará 2 minutos além do tempo regulamentar. Justo. Bravo! As luzes se apagam e mais um espetáculo da bola chega ao fim. O público presente nas cadeiras aplaude o placar, que mostra 2 a 6.“Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Atletico. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 52% da posse de bola.

Minhas retinas fatigadas vão guardar a imagem do Derrick Witcher armando suas jogadas, se destacando no meio do escrete do(a) Mengo/Várzea, enquanto que o Micah Randall leva o prêmio Botinha Anatômica pela sua atuação ridícula em campo. Dribles desconcertantes! Passes precisos! Calma e parcimônia em cada jogada. Apolinário Martinho, do(a) Atletico, jogou muito essa noite, parecendo ter sugado todo o talento do Paolo Marsico que nada fez no jogo.

Detalhes de desempenho

Meio-campo formidável (baixo) formidável (alto)
Defesa direita excelente (mt. alto) excelente (mt. alto)
Defesa central boa (alto) brilhante (baixo)
Defesa esquerda fenomenal (mt. baixo) fenomenal (alto)
Ataque direito inadequada (alto) boa (mt. alto)
Ataque central formidável (mt. alto) magnífica (alto)
Ataque esquerdo inadequada (baixo) formidável (mt. baixo)
Tiro livre indireto
Defesa formidável (baixo) boa (alto)
Ataque formidável (mt. baixo) excelente (mt. baixo)
Orientação
Tática Jogar com criatividade Normal
Nível titânica (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

0 – 1 Arnaldur Erlendsson 5′
1 – 1 Şahin Müderris 12′
1 – 2 Wojciech Ćwik 30′
1 – 3 Danijel Ćorluka 32′
1 – 4 Paolo Marsico 43′
2 – 4 Derrick Witcher 73′
2 – 5 Danijel Ćorluka 77′
2 – 6 Apolinário Martinho 84′
Şahin Müderris 21′
Frans Mudersbach 74′
Micah Randall 81′

Posse de Bola

51%
49%
48%
52%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
8 9
1 Ataque esquerdo 3
4 Ataque central 2
2 Ataque direito 2
0 Outro 1
1 Eventos especiais 1

Estatísticas exclusivas