Jogo de Torneio #156 – Supporter Week Trophy

Quinto jogo na SWT [tournamentid=2108472], temporada 4.

Terceira vitória consecutiva do Mengo/Várzea nesse tradicional Torneio, resultado que deixou o time no top 1000 da competição (e top 10 entre os brasileiros) naquele momento, óbvio que fiz Print Screen porque seria difícil manter esse ranking, hehehe.

E a vitória veio em alto estilo, acachapastes 7-0 (!!! Valeu, Randão!) frente a um adversário da Áustria da IV Divisão.

 

Mengo/Várzea  7 – 0  Lemon

Seguindo seus treinos durante a semana, o(a) Mengo/Várzea decidiu ir com um 2-5-3. A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: Coenegracht – Cacciotti, Schabhuettl – Igot, Fitzakerly, Lima Pinto, Giuradei, Egozi – Pipa, Vilhena, Godoy.

Pela movimentação dos jogadores em campo parece que a equipe do(a) Lemondecidiu entrar com um 4-4-2 , e a lista dos titulares é: Brezovics – Hindinger, Claassen, Koch, Auer – Wintersteller, Drexel, Brandstätter, Anderle – Babic, Felder.

O técnico do(a) Mengo/Várzea instruiu seus jogadores que priorizassem suas habilidades especiais e usassem a criatividade. O contra-ataque foi a tática escolhida pelo(a) Lemon para tentar compensar a desvantagem no meio de campo do jogo de hoje, tirando vantagem de seu nível sobrenatural nesse estilo de jogo. Aos 4 minutos a torcida gritava freneticamente o nome de Rüdiger Schabhuettl! Placas de “EU JÁ SABIA” eram erguidas após a brecha que ele encontrou na defesa central adversária, matando a jogada e fazendo 1 a 0 para o(a) Mengo/Várzea! Alfred Koch invade a área pelo meio, limpa o lance colocando a bola no seu pé bom, chuta forte, a bola vai entrando… defendeeeeu Raymon Coenegracht. Não foi desta vez (23 minutos). As coisas pioraram para os visitantes. Arthur Vilhena escapou pelo meio da zaga adversária aos 24 minutos, alcançando a vantagem de 2 a 0. Ele beijou o emblema exibido em seu peito e foi comemorar junto da torcida. A equipe do(a) Mengo/Várzeaaumentou a vantagem para 3 a 0 depois de um tiro cruzado da direita de Remy Igotaos 25 minutos. Um dos contra-ataques do(a) Lemon resultou numa cobrança de falta, mas a cobrança do Norbert Anderle foi facilmente defendida pelo guarda-metas.Quando é dado o apito final do primeiro tempo o placar indica: 3 a 0. Este intervalo é um gentil oferecimento da milagrosa caninha de Jarinu, patrocinadora oficial da Seleção Brasileira. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Mengo/Várzea. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 60% da posse de bola.

Giannino Cacciotti declarou que quer se tornar um ídolo da torcida do(a) Mengo/Várzea, e seus esforços estão sendo reconhecidos. Tabelando pela direita, ele deixou seu marcador para trás aos 51 minutos e chutou para marcar 4 a 0, e a torcida agradece com fogos e cantoria. O time da casa domina a partida. O ataque do(a) Mengo/Várzea atropela a defesa central dos visitantes, resultando num gol tranquilo de  Camilo Godoy, ampliando para 5 a 0 aos 66 minutos. Uma bola bem trabalhada pela esquerda, aos 70 minutos, acabou aumentando a vantagem para o(a) Mengo/Várzea quando Aldo Angelo Giuradei finalizou chutando quase sem ângulo para o gol e acertando o travessão pelo lado de dentro, deixando o placar em 6 a 0. Mengo/Várzea quase faz mais um com Aldo Angelo Giuradei aos 72 minutos, mas Tamás Brezovics não se entrega tão fácil, fazendo uma bela defesa. Giannino Cacciotti aumentou a vantagem do(a) Mengo/Várzea para 7 a 0 depois de finalizar um cruzamento da direita (78 minutos). Fim de papo! E a PM cerca o trio de arbitragem. Pura marra do árbitro que pediu policiamento, pois ninguém reclama do 7 a 0. Mengo/Várzea demonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 59% durante o final deste tempo.

Pelo(a) Mengo/VárzeaJoão Lima Pinto fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, enquanto que o Michael Egozi leva o prêmio Botinha Anatômica pela sua atuação ridícula em campo. Minhas retinas fatigadas vão guardar a imagem do Othmar Felder armando suas jogadas, se destacando no meio do escrete do(a) Lemon, parecendo ter sugado todo o talento do Tamás Brezovics que nada fez no jogo.

Detalhes de desempenho

Meio-campo fenomenal (alto) boa (alto)
Defesa direita brilhante (mt. alto) magnífica (alto)
Defesa central formidável (mt. alto) sobrenatural (baixo)
Defesa esquerda brilhante (mt. alto) brilhante (alto)
Ataque direito razoável (mt. alto) fenomenal (mt. alto)
Ataque central brilhante (baixo) brilhante (baixo)
Ataque esquerdo inadequada (alto) formidável (mt. alto)
Tiro livre indireto
Defesa fenomenal (alto) fenomenal (alto)
Ataque fenomenal (baixo) formidável (baixo)
Orientação
Tática Jogar com criatividade Contra-ataque
Nível sobrenatural 
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Rüdiger Schabhuettl 4′
2 – 0 Arthur Vilhena 24′
3 – 0 Remy Igot 25′
4 – 0 Giannino Cacciotti 51′
5 – 0 Camilo Godoy 66′
6 – 0 Aldo Angelo Giuradei 70′
7 – 0 Giannino Cacciotti 78′

Posse de Bola

60%
40%
59%
41%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
10 2
3 Ataque esquerdo 0
4 Ataque central 1
3 Ataque direito 0
0 Outro 1
0 Eventos especiais 0

About mengomengo