Jogo de Torneio #158 – Supporter Week Trophy

Sétimo jogo na SWT [tournamentid=2108472], temporada 4.

O time conseguiu sua quinta vitória em sete jogo, com uma bela goleada de 5-0 frente a um time da VI Divisão da França.

 

 

Lombric  0 – 5  Mengo/Várzea

Seguindo seus treinos durante a semana, o(a) Lombric decidiu ir com um 3-5-2 . A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: Gaberthuel – Ruckes, Deldar, Pyrkosch – Ilcă, Prunău, Wydryszek, Poli, Balboa – Taracena, Arnhof.

O(a) Mengo/Várzea vai tentar surpreender o adversário com um 2-5-3 , e os jogadores vão saindo do vestiário: Coenegracht – Cacciotti, Schabhuettl – Igot, Fitzakerly, Lima Pinto, Giuradei, Egozi – Pipa, Vilhena, Godoy.

Mengo/Várzea decidiu usar toda a sua criatividade em campo, utilizando todos os recursos que tinha à mão. Falta para o(a) Mengo/Várzea aos 18 minutos: a cobrança sai totalmente fora de direção, mas é desviada para a entrada da área e Erik Fitzakerly não perde a chance: 0 – 1! É difícil saber se foi mérito dos atacantes ou bobeira da defesa! O juiz não teve dúvidas e correu para a marca do pênalti aos 25 minutos depois de uma falta dentro da área. Arthur Vilhena fuzilou: 0 a 2. Valeu a intenção, mas a jogada ensaiada do(a) Mengo/Várzea na cobrança de falta aos 28 minutos foi antecipada pela zaga adversária, que parece ter sido bem preparada para esse tipo de cobrança e deixou o ataque sem opções. O jogador do(a) LombricReinhart Pyrkosch, recebeu um cartão amarelo e algumas palavras duras do árbitro depois de uma forte entrada sobre um adversário aos 35 minutos. No 39º minuto, boa parte da torcida do(a) Mengo/Várzea gritou gol quando o time quase aumentou a vantagem no placar, após um chute de longa distância pela direita. Para a decepção de muitos, o tiro foi quase sem ângulo e bateu na rede pelo lado de fora. HAJA CORAÇÃO!! O árbitro pediu a bola, apontou para o centro do campo e disse que não há tempo para mais nada. Placar parcial: 0 a 2. No derradeiro minuto, Mengo/Várzease sobressaiu contra seu adversário dominando o meio com 58% da posse de bola!

O cronômetro marca 60 minutos e o placar dá a vantagem ao time adversário. Então, o técnico do(a) Lombric decidiu tirar Ede Arnhof do gramado e botou Tanguy Chauffour em seu lugar. Mengo/Várzea trabalhava bem no lado esquerdo, criando várias oportunidades para aumentar a vantagem, mas as finalizações eram praticamente inexistentes (61 minutos). Mesmo com o time jogando com garra, o placar mostra até o momento que a derrota pode ser inevitável se nada for feito, então aos 75 minutos Lucreţiu Ilcă foi substituído por Christian Porter, tomara que ele entre e resolva. A torcida do time da casa não ficou impressionada quando Antônio Rogério Pipa veio da direita e com um chute firme fez o gol aos 75 minutos. Mengo/Várzea agora vence por 0 a 3. Protestos de toda torcida quando o juiz mostrou apenas um amarelo a Kryspin Wydryszek do(a) Lombric, após cometer uma falta por trás aos 76 minutos. Muitos achavam que o jogador deveria ter sido expulso. Manuel Gaberthuel conseguiu encostar com a ponta dos dedos e desviar o petardo disparado por Arthur Vilhena que avançava pela esquerda, conseguindo manter a equipe da casa no jogo ao evitar que a desvantagem no placar aumentasse ainda mais. Uma empolgante jogada pelo meio no 80° minuto deu a Erik Fitzakerlydo(a) Mengo/Várzea uma chance de aumentar o placar e ele não desapontou. O placar agora é 0 a 4. Depois do cruzamento resultante da cobrança de escanteio de Arthur Vilhena na pequena área aos 84 minutos, a bola foi na direção de Remy Igotque teve apenas que escorar de cabeça, praticamente um tiro à queima-roupa, deixando 0 a 5. A torcida vibrou e pulou quando Arthur Vilhena do(a) Mengo/Várzeasurpreendeu a todos, deixando até seu próprio time confuso, para entrar na área adversária aos 85 minutos. A finalização é que não foi boa. Após um cruzamento pela linha de fundo vindo da esquerda aos 86 minutos, a bola sobrou para Antônio Rogério Pipa que apareceu isolado na área do adversário. Infelizmente o chute saiu sem força e completamente sem direção. Fim de jogo! O resultado ficou em 0 a 5.Mengo/Várzea demonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 57% durante o final deste tempo.

Minhas retinas fatigadas vão guardar a imagem do Enrique Taracena armando suas jogadas, se destacando no meio do escrete do(a) Lombric, parecendo ter sugado todo o talento do Christian Porter que nada fez no jogo. João Lima Pinto, do(a) Mengo/Várzea, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, enquanto que o Michael Egozi leva o prêmio Botinha Anatômica pela sua atuação ridícula em campo.

Detalhes de desempenho

Meio-campo excelente (baixo) fenomenal (alto)
Defesa direita fenomenal (mt. baixo) fenomenal (mt. alto)
Defesa central formidável (alto) formidável (mt. baixo)
Defesa esquerda formidável (mt. alto) fenomenal (mt. alto)
Ataque direito formidável (baixo) boa (mt. alto)
Ataque central brilhante (baixo) genial (mt. baixo)
Ataque esquerdo formidável (mt. alto) razoável (baixo)
Tiro livre indireto
Defesa boa (alto) fenomenal (alto)
Ataque razoável (alto) fenomenal (baixo)
Orientação
Tática Normal Jogar com criatividade
Nível (nenhuma tática)
Estilo de jogo 20% ofensivo neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

0 – 1 Erik Fitzakerly 18′
0 – 2 Arthur Vilhena 25′
0 – 3 Antônio Rogério Pipa 75′
0 – 4 Erik Fitzakerly 80′
0 – 5 Remy Igot 84′
1 cartão amarelo Reinhart Pyrkosch 35′
1 cartão amarelo Kryspin Wydryszek 76′
Substituição Sai  Ede Arnhof
Entra  Tanguy Chauffour
60′
Substituição Sai  Lucreţiu Ilcă
Entra  Christian Porter
75′

Posse de Bola

42%
58%
43%
57%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
2 11
1 Ataque esquerdo 3
0 Ataque central 1
0 Ataque direito 2
1 Outro 3
0 Eventos especiais 2

About mengomengo