MVC – #9 Jogo de Torneio

Nono e penúltimo jogo do Mengo Várzea Chesterton na SWT [tournamentid=2108472], temporada 7. O time lutou, mas sofreu derrota de 1-4 frente a adversário da V Divisão da Suíça.

 

Chesterton  1 – 4  Hohenklingen

. A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: Dahlmo – Negrãodo SalgueiroSanteiro – DouglasSolimõesSıngınVilalvaCunha Silva – PicançoMarconato.

, e a lista dos titulares é: Botez – GizziLeanisde Laat – Widhalm绍康 (Shaokang)FlatlandDornutegui – KoeningBadalik.

O time da casa, Mengo Várzea Chesterton, entrou em campo com um 3-5-2. Já os visitantes, FC Hohenklingen, escolheram jogar no esquema 3-4-2. Chesterton viu nas laterais a melhor estratégia para tentar marcar gols. Sua tática de ataques laterais nível magnífica era acionada a todo momento. O(a) Hohenklingen vai usar seu ataque pelos flancos de nível titânica para tentar chegar ao gol. Os jogadores do(a) Hohenklingen estavam confusos com a nova tática adotada pelo técnico. Até que eles consigam se entrosar, provavelmente darão muitas cabeçadas. Isso fez com que a organização caísse pra inadequada. Um erro dos zagueiros pelo meio aos 32 minutos permitiu a Markus Badalik marcar um gol para o(a) Hohenklingen: 0 a 1. A torcida está furiosa com esta turma de paspalhos e grita em coro que assim não dá! Uma jogada pelo meio aos 38 minutos deu uma boa oportunidade a Arnaldo César Marconato de igualar o placar, mas a bola fez uma curva esquisita e acabou saindo pela linha de fundo. 40 minutos: num drible espetacular pela direita, 杨 (Yang) 绍康 (Shaokang) do(a) Hohenklingen deixou o goleiro pra trás e tocou a bola pro canto vazio do gol, mas Einar Dahlmo se recuperou e afastou em cima da linha do gol de qualquer maneira. O nó tático prometido pelo técnico do(a) Hohenklingen não está dando certo e os jogadores estão muito confusos em campo. Com isso a organização caiu para fraca. Após algumas trocas brilhantes de passes na lateral direita,  Magno Alexandre do Salgueiro do(a) Chesterton empata o jogo aos 42 minutos. O placar agora é 1 a 1. O árbitro pediu a bola, apontou para o centro do campo e disse que não há tempo para mais nada. Placar parcial: 1 a 1. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Hohenklingen. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 57% da posse de bola.

A informação que nos chega dos vestiários é que o técnico do(a) Hohenklingenrepassou as táticas, tentando melhorar alguns problemas vistos na partida. Isso deve levar a organização de volta pra razoável. 54 minutos: um balde de água fria para a torcida local quando Albert-Jan de Laat do(a) Hohenklingen deu a vantagem aos visitantes, 1 a 2 depois de um trabalho bem desenvolvido pela direita. O calor estava de lascar, depois de algumas subidas mais rápidas no campo Markus Badalik mostrou dificuldades em manter a marcação. Gabi Botez salva o time de sofrer o gol de empate aos 65 minutos após ótimo chute de dentro da grande área de Zeferino Cunha Silva do(a) Chesterton. A bola bateu na mão do goleiro, na trave, e foi para fora. Hohenklingen já sente que a vitória está perto e decidiu fazer uma substituição. Será que Sebastian Schozach entrou aos 70 minutos no lugar de Cristo Dornuteguipara segurar o resultado ou para aumentar a vantagem? “Veja o jogo e pare de filosofar, seu mala!”, gritou um torcedor insatisfeito com a narração do jogo. É pelas bordas que se toma a sopa. É assim que pensavam os jogadores do(a) Hohenklingenquando começaram um ataque pelo meio que acabou direcionado para as laterais.Aos 74 minutos, Ioannis Leanis aproveitou o espaço no lado direito da defesa para aumentar a vantagem do(a) Hohenklingen para 1 a 3. Aproveitando o espaço no lado esquerdo do ataque, Eduard Koening alargou o placar para 1 a 4 aos 75 minutos. Ai! Essa doeu até em mim. Cartão amarelo para Selim Sıngın no 76º minuto, justíssimo.Termina o jogo e o placar mostra 1 a 4. Hohenklingen demonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 58% durante o final deste tempo.

Arnaldo César Marconato, do(a) Chesterton, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, já Einar Dahlmo foi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre! Pelo(a) HohenklingenEduard Koening fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, já Gabi Botez não teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz.

Detalhes de desempenho

Meio-campo inadequada (mt. baixo) razoável (baixo)
Defesa direita inadequada (alto) excelente (mt. alto)
Defesa central inadequada (baixo) boa (mt. baixo)
Defesa esquerda inadequada (baixo) excelente (mt. baixo)
Ataque direito excelente (alto) brilhante (mt. alto)
Ataque central inadequada (alto) formidável (mt. alto)
Ataque esquerdo razoável (alto) razoável (mt. baixo)
Tiro livre indireto
Defesa razoável (mt. baixo) boa (mt. baixo)
Ataque fraca (mt. alto) razoável (alto)
Orientação
Tática Ataque pelas laterais Ataque pelas laterais
Nível magnífica titânica
Estilo de jogo neutro 40% ofensivo

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

0 – 1 Markus Badalik 32′
1 – 1 Magno Alexandre do Salgueiro 42′
1 – 2 Albert-Jan de Laat 54′
1 – 3 Ioannis Leanis 74′
1 – 4 Eduard Koening 75′
1 cartão amarelo Selim Sıngın 76′
Substituição Sai  Cristo Dornutegui
Entra  Sebastian Schozach
70′

Posse de Bola

43%
57%
42%
58%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
4 7
1 Ataque esquerdo 3
1 Ataque central 1
2 Ataque direito 2
0 Outro 1
0 Eventos especiais 0

About mengomengo