Jogo de Torneio #56 – MVC

Sexto jogo do Mengo Várzea Chesterton na SWT, temporada 10. Quarta derrota, a quarta por goleada, dessa vez a pior de todas: 0-8 frente a um fortíssimo time da II Divisão da Itália.

 

Pats 8 – 0 Chesterton

It was a sunny day at the stadium today. The intense heat made it hard for players relying on strength or speed to shine. On the other hand, it provided perfect conditions for the more technical players. , e os jogadores vão saindo do vestiário:NegrettiPirol, EvtimovParo, Al-Thahri, Poppeck, Vida, ShalevŠtach, Shareef, Meuwly.

. A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: JoraMarinov, ŠtrafėlasCunha Silva, Veirman, Koskinen, Uverskiy, BerrajaBerrocal, Tapia, Hötte.

Os dois times entram em campo com uma estratégia parecida, tendo escolhido a formação 2-5-3. Pats pôs em prática suas táticas criativas no campo. As pedaladas do sagaz Dmitry Uverskiy deram um bom susto em Rumen Evtimov, que às vezes esquece que futebol é bola no pé e só mostra ser bom nas cabeçadas. Sorte dele que o goleirão não foi enganado e defendeu o chute colocado rente ao poste esquerdo. A torcida do(a) Pats parou de respirar quando Petr Štach avançou pelo lado esquerdo. Antes de a marcação chegar, ele chutou colocado e marcou! O placar eletrônico representa uma eloquente bomba explodindo e mudando o placar para 1 a 0! Pelo jeito hoje não é o dia do time visitante. Mahmood Shareef foi sem dó pelo meio da defesa adversária e marcou 2 a 0 aos 39 minutos para o(a) Pats. Jami Koskinenreclamou tanto da marcação do juiz que, aos 40 minutos, tomou um merecido amarelo. Mark Hötte recebe a bola após o córner e toca tão bem que parecia estar a 2 passos de Zeferino Cunha Silva, que chutou na trave, apesar de ter o gol aberto a sua frente e estar sozinho porque a zaga falhou ao sair e tentar deixá-lo impedido.Pênalti para o(a) Pats aos 42 minutos, convertido com tranquilidade por Gandulf Piroldeixando o jogo em 3 a 0. E 3 a 0 é o resultado quando alcançamos o intervalo do jogo. Os jogadores rumam para os vestiários e enfrentam agora o assédio dos repórteres. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Pats. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 58% da posse de bola.

O que é que eu vou dizer lá em casa? Que chocolate! Oli Meuwly vai pelo meio e marca mais um para o time da casa. 4 a 0 para o(a) Pats, e a aula ainda não terminou. As coisas pioraram para os visitantes. Vladimir Vida escapou pelo meio da zaga adversária aos 64 minutos, alcançando a vantagem de 5 a 0. Ele beijou o emblema exibido em seu peito e foi comemorar junto da torcida. Mahmood Shareefteve um imenso prazer ao marcar 6 a 0 para o(a) Pats, num toque suave entre as pernas do goleiro após receber um passe em profundidade pela direita aos 66 minutos. Zeferino Cunha Silva dominava a sua lateral, enviando cruzamentos perfeitos para os seus companheiros no meio, e no melhor deles, aos 74 minutos, Tauro Tapia não conseguiu mandar para o fundo da rede. A equipe do(a) Pats não é uma boa anfitriã, e faz a defesa direita dos visitantes sofrer bastante quando Rumen Evtimov cortou um zagueiro pro meio da grande área e chutou colocado no ângulo aumentando a vantagem para 7 a 0. Jami Koskinen do(a) Chesterton apareceu livre na entrada da grande área e chutou forte, quase acertando um fotógrafo que se posicionava perto da trave esquerda (76 minutos). Protestos de toda torcida quando o juiz mostrou apenas um amarelo a Vasil Marinov do(a) Chesterton, após cometer uma falta por trás aos 77 minutos. Muitos achavam que o jogador deveria ter sido expulso. Mahmood Shareef aumentou a vantagem do(a) Pats para 8 a 0 depois de finalizar um cruzamento da direita (78 minutos). “Mais um!! Mais um!!”, grita a torcida em êxtase! É o terceiro gol de Mahmood Shareef que, com um hattrick, é atirado nas graças da galera. O jogo teve algumas faltas e paradas para atendimentos aos jogadores, então o juiz dará 1 minuto além do tempo regulamentar. Justo. Fim de jogo! O resultado ficou em 8 a 0. No derradeiro minuto, Pats se sobressaiu contra seu adversário dominando o meio com 58% da posse de bola!

Oli Meuwly, do(a) Pats, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, por outro lado, o que aconteceu com Gandulf Pirol? Parece que desaprendeu a jogar bola! Pelo(a) Chesterton, Jami Koskinen fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, Tomas Štrafėlas não teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz.

Detalhes de desempenho

Meio-campo formidável (baixo) razoável (mt. alto)
Defesa direita genial (mt. baixo) boa (mt. baixo)
Defesa central brilhante (baixo) razoável (baixo)
Defesa esquerda titânica (mt. baixo) razoável (mt. alto)
Ataque direito brilhante (baixo) fenomenal (mt. alto)
Ataque central magnífica (mt. baixo) boa (baixo)
Ataque esquerdo fenomenal (alto) excelente (alto)
Tiro livre indireto
Defesa magnífica (mt. baixo) razoável (mt. alto)
Ataque brilhante (mt. baixo) razoável (mt. baixo)
Orientação
Tática Jogar com criatividade Normal
Nível lendária (+1) (nenhuma tática)
Estilo de jogo 100% defensivo neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Petr Štach 20′
2 – 0 Mahmood Shareef 39′
3 – 0 Gandulf Pirol 42′
4 – 0 Oli Meuwly 54′
5 – 0 Vladimir Vida 64′
6 – 0 Mahmood Shareef 66′
7 – 0 Rumen Evtimov 75′
8 – 0 Mahmood Shareef 78′
1 cartão amarelo Jami Koskinen 40′
1 cartão amarelo Vasil Marinov 77′

Posse de Bola

58%
42%
58%
42%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
8 5
2 Ataque esquerdo 0
3 Ataque central 1
2 Ataque direito 0
1 Outro 1
0 Eventos especiais 3

Estatísticas exclusivas

About mengomengo