Jogo de Torneio #260 – Titãs de 2005

Quarto jogo na Taça Titãs de 2005, temporada 4. Mais uma derrota, dessa vez 1-3 frente a time da IV Divisão da Colômbia.

 

Clear skies welcomed the spectators who had made their way to the stadium today. , confira comigo a escalação: SecqTlsták, GrepetNaffah, Lotero, Sánchez, Hierro, MarichkovPataquiva, Sammarco, Heneš.

, e a lista dos titulares é: CoenegrachtKervinen, MüderrisOjaniemi, Witcher, Kiszi, Zima, RandallAmorim, Miranda, Godoy.

2-5-3 foi a escolha de ambos técnicos para a partida de hoje. Mengo/Várzea decidiu usar toda a sua criatividade em campo, utilizando todos os recursos que tinha à mão. GOLAÇO!! Aos 4 minutos Adolfo Pataquiva desempata o jogo para o(a) AnFel numa meia-bicicleta, depois de uma tabela pelo meio da defesa adversária. O jogo agora está em 1 a 0. O time da casa domina a partida. O ataque do(a) AnFel atropela a defesa central dos visitantes, resultando num gol tranquilo de Jaroslav Heneš, ampliando para 2 a 0 aos 6 minutos. Aos 8 minutos Camilo Godoy esteve perto de reduzir o placar na cobrança de uma falta, mas Étienne Secq desviou a bola para o escanteio. AnFel fazia um bom trabalho pela direita aos 16 minutos, mas Andrea Hierro acabou vendo seu chute passar longe, por cima do gol. Otoniel Amorim do(a) Mengo/Várzea mostrou sua experiência aos 17 minutos ao se antecipar para tirar vantagem de um chute que bateu na trave e voltou para o meio da grande área, mas sua finalização acabou longe do gol, sem perigo algum. O jogador do time da casa, Néstor Lotero, esteve próximo de aumentar a vantagem no 26º minuto. O chute saiu cruzado da direita, mas Raymon Coenegracht evitou o gol com as pontas dos dedos. Mengo/Várzea não se entrega fácil e aos 27 minutos José Luiz Miranda tabelou pelo meio e diminuiu a diferença para 2 a 1. O árbitro pediu a bola, apontou para o centro do campo e disse que não há tempo para mais nada. Placar parcial: 2 a 1. Mengo/Várzea demonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 53% durante o final deste tempo.

AnFel por muito pouco não fez um gol aos 52 minutos quando Tomáš Tlsták chutou a bola na rede, mas pelo lado de fora, depois de avançar sozinho pela esquerda. 62 minutos: Camilo Godoy fez uma grande jogada ao arrancar pela lateral direita, mas a defesa do time da casa conseguiu dar um chutão e isolar a bola para fora de perigo.AnFel aumentou a vantagem aos 71 minutos quando Francesco Sammarco avançou pela defesa central adversária e chutou forte para marcar 3 a 1. Visivelmente nervosos, alguns jogadores do(a) AnFel trocavam olhares como se procurassem alguém para acalmá-los. O ataque direito do(a) Mengo/Várzea continuava ameaçando aos 78 minutos, porém enquanto Antti Ojaniemi tentava fazendo investidas por aquele lado, Étienne Secq continuava evitando os gols, fazendo com que as defesas parecessem fáceis. Aos 85 minutos, o juiz já estava no limite de sua paciência, quando Néstor Lotero deu outra entrada com mais força que o necessário e por isso o esperado cartão amarelo foi mostrado para o representante do(a) AnFel. Após um escanteio cobrado aos 88 minutos, José Andrés Sánchez fez grande jogada e deixou Lyubcho Marichkovmuito próximo de marcar. A bola, no entanto, se perdeu pela linha de fundo e é apenas tiro de meta. Protestos de toda torcida quando o juiz mostrou apenas um amarelo a Şahin Müderris do(a) Mengo/Várzea, após cometer uma falta por trás aos 88 minutos. Muitos achavam que o jogador deveria ter sido expulso. A partida vai chegando ao fim, o juiz já podia até acabar, mas decidiu dar mais 1 minuto de acréscimo. Termina o jogo e o placar mostra 3 a 1. Será que a equipe Mengo/Várzea é treinada pelo Pep Guardiola? O fato é que eles dominaram estes últimos minutos com 52% de posse de bola.

Minhas retinas fatigadas vão guardar a imagem do Francesco Sammarco armando suas jogadas, se destacando no meio do escrete do(a) AnFel, Néstor Lotero foi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre! Derrick Witcher, do(a) Mengo/Várzea deu um show à parte, desconcertando a todos com seu jogo de encher os olhos, Micah Randall não teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz.

Detalhes de desempenho

Meio-campo formidável (baixo) formidável (mt. alto)
Defesa direita excelente (mt. alto) formidável (alto)
Defesa central magnífica (baixo) boa (mt. alto)
Defesa esquerda excelente (mt. baixo) fenomenal (mt. baixo)
Ataque direito fenomenal (mt. baixo) razoável (mt. alto)
Ataque central brilhante (mt. alto) genial (mt. baixo)
Ataque esquerdo brilhante (mt. alto) razoável (mt. alto)
Tiro livre indireto
Defesa excelente (mt. baixo) fenomenal (baixo)
Ataque inadequada (mt. baixo) fenomenal (baixo)
Orientação
Tática Normal Jogar com criatividade
Nível (nenhuma tática) mítica
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Adolfo Pataquiva 4′
2 – 0 Jaroslav Heneš 6′
2 – 1 José Luiz Miranda 27′
3 – 1 Francesco Sammarco 71′
Néstor Lotero 85′
Şahin Müderris 88′

Posse de Bola

47%
53%
48%
52%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
8 5
2 Ataque esquerdo 0
3 Ataque central 1
2 Ataque direito 2
0 Outro 1
1 Eventos especiais 1

Estatísticas exclusivas

 

About mengomengo