Jogo de Torneio #269 – SWT

Quarto jogo na SWT, temporada 12. Empate 2-2 contra time da VI Divisão da Itália.

 

Clear skies welcomed the spectators who had made their way to the stadium today. , confira comigo a escalação: CoenegrachtKervinen, MüderrisOjaniemi, Witcher, Kiszi, Zima, RandallAmorim, Miranda.

, enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: PlaneValencia, Jaśkowski, KurtymovFranzoni, Campos Vale, Danilović, van Beelen, DobrinovićRamiro Muñoz, Minervino.

Os time escolheram formações diferentes para começar a partida. Os donos da casa, Mengo/Várzea Medicine 3012, optaram pelo 2-5-2, enquanto os visitantes, FC Blaster Master, decidiram jogar com um 3-5-2. Mengo/Várzea decidiu usar toda a sua criatividade em campo, utilizando todos os recursos que tinha à mão. Blaster assume a liderança no placar, que agora mostra 0 a 1. O gol foi feito por Igor Dobrinović aos 24 minutos, após uma tabela do tipo “um-dois” pelo meio da zaga central adversária e um perfeito chute no canto direito. É… Tem jogador batendo cabeça no posicionamento… Será que essa é realmente a melhor formação para o(a) Mengo/Várzea? A organização está caindo pra inadequada. Os jogadores do(a) Blaster estavam confusos com a nova tática adotada pelo técnico. Até que eles consigam se entrosar, provavelmente darão muitas cabeçadas. Isso fez com que a organização caísse pra ruim. Peeeenalidaaade máaaximaaaaaa!!!! Aos 38 minutos, quem cobra é Şahin Müderris. E empata o jogo deixando tudo igual: 1 a 1. 40 minutos: Sava Danilović achou que o talentoso László Kiszi fosse cruzar a bola e se preparou pra cortar de cabeça, já que sabe fazer isso como poucos, mas ele pulou antes da hora e foi driblado brilhantemente. Sorte que o guarda metas estava atento se antecipou, agarrando com firmeza a bola. Protestos de toda torcida quando o juiz mostrou apenas um amarelo a Rafael Ramiro Muñoz do(a) Blaster, após cometer uma falta por trás aos 42 minutos. Muitos achavam que o jogador deveria ter sido expulso. Quando é dado o apito final do primeiro tempo o placar indica: 1 a 1. Este intervalo é um gentil oferecimento da milagrosa caninha de Jarinu, patrocinadora oficial da Seleção Brasileira. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Mengo/Várzea. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 54% da posse de bola.

Com a ajuda de sua folclórica prancheta o técnico do(a) Mengo/Várzea demonstrou a tática para o time, que retornou ao nível de organização boa. O técnico do(a) Blastercontinua tentando levar a organização do time de volta a um nível pelo menos razoável, fazendo com que o time se encontre em campo na nova formação tática.GOLAÇO!! Aos 57 minutos László Kiszi desempata o jogo para o(a) Mengo/Várzeanuma meia-bicicleta, depois de uma tabela pelo meio da defesa adversária. O jogo agora está em 2 a 1. Os jogadores do(a) Blaster tentavam encontrar suas posições no campo, mas predominou a confusão e a organização que já não estava lá essas coisas, acabou caindo pra inadequada. O nó tático prometido pelo técnico do(a) Mengo/Várzeanão está dando certo e os jogadores estão muito confusos em campo. Com isso a organização caiu para inadequada. As ordens do técnico do(a) Blaster não foram bem entendidas pelos jogadores, que se mostraram confusos em campo. Com isso o nível de organização caiu para inadequada. Os visitantes empataram em 2 a 2 no 80º minuto quando Thomas Campos Vale pegou o tempo da bola que foi cruzada para ele e aproveitando, soltou um forte voleio da direita. O nó tático prometido pelo técnico do(a) Mengo/Várzea não está dando certo e os jogadores estão muito confusos em campo. Com isso a organização caiu para ruim. A partida vai chegando ao fim, o juiz já podia até acabar, mas decidiu dar mais 1 minuto de acréscimo. Mal e mal, o(a) Blasterse segurava como podia no final do jogo, com cada jogador sentindo toda a pressão do estádio sobre seus ombros. Era possível inclusive ver um dos jogadores chorando baixinho por sua mãe. Fim de papo! E a PM cerca o trio de arbitragem. Pura marra do árbitro que pediu policiamento, pois ninguém reclama do 2 a 2. No derradeiro minuto, Mengo/Várzea se sobressaiu contra seu adversário dominando o meio com 51% da posse de bola!

Pelo(a) Mengo/Várzea, Derrick Witcher fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, Micah Randall não teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz. Minhas retinas fatigadas vão guardar a imagem do Erminio Minervino armando suas jogadas, se destacando no meio do escrete do(a) Blaster, por outro lado, o que aconteceu com Paweł Jaśkowski? Parece que desaprendeu a jogar bola!

Detalhes de desempenho

Meio-campo excelente (mt. alto) boa (mt. alto)
Defesa direita excelente (baixo) formidável (mt. alto)
Defesa central boa (mt. baixo) formidável (baixo)
Defesa esquerda formidável (baixo) formidável (alto)
Ataque direito inadequada (baixo) excelente (baixo)
Ataque central formidável (mt. baixo) formidável (baixo)
Ataque esquerdo inadequada (mt. baixo) excelente (mt. baixo)
Tiro livre indireto
Defesa formidável (baixo) boa (baixo)
Ataque formidável (mt. baixo) razoável (alto)
Orientação
Tática Jogar com criatividade Normal
Nível titânica (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

0 – 1 Igor Dobrinović 24′
1 – 1 Şahin Müderris 38′
2 – 1 László Kiszi 57′
2 – 2 Thomas Campos Vale 80′
Rafael Ramiro Muñoz 42′

Posse de Bola

54%
46%
51%
49%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
6 4
0 Ataque esquerdo 0
1 Ataque central 1
3 Ataque direito 2
1 Outro 1
1 Eventos especiais 0

Estatísticas exclusivas

About mengomengo