Jogo de Torneio #271- SWT

Sexto jogo na SWT, temporada 12. Vitória de 4-2 contra time da VI Divisão da Itália.

 

Mengo/Várzea 4 – 2 GS

The clouds were hanging menacingly over the stadium today. , e os jogadores vão saindo do vestiário: CoenegrachtKervinen, MüderrisOjaniemi, Witcher, Kiszi, Zima, RandallAmorim, Miranda.

, enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: VernilloDelussu, Bauchiero, TansiniMacario, Segato, Gandola, Uccello, SavoldiniFolino, Elena.

Mengo/Várzea Medicine 3012 está escalado na formação 2-5-2. Já no caso do(a) GS 77, a formação escolhida foi o 3-5-2. Mengo/Várzea decidiu usar toda a sua criatividade em campo, utilizando todos os recursos que tinha à mão. Aos 2 minutos a torcida gritava freneticamente o nome de Sämi Zima! Placas de “EU JÁ SABIA” eram erguidas após a brecha que ele encontrou na defesa central adversária, matando a jogada e fazendo 1 a 0 para o(a) Mengo/Várzea! Şahin Müderris, do(a) Mengo/Várzea, aumentou para 2 a 0 depois de um pênalti batido com precisão aos 8 minutos. Na comemoração ele mergulhou pelo gramado em direção à bandeirinha de escanteio e quase deu com a cabeça nela. Os jogadores do(a) Mengo/Várzea estavam confusos com a nova tática adotada pelo técnico. Até que eles consigam se entrosar, provavelmente darão muitas cabeçadas. Isso fez com que a organização caísse pra inadequada. Serafino Macario era soberano na sua lateral, e fazendo um cruzamento perfeito aos 38 minutos, deixou Andrea Segato em ótimas condições para fazer o gol, mas a bola foi para longe. A defesa não estava preparada para a jogada ensaiada do(a) Mengo/Várzea. Depois da falta na intermediária, a bola foi virada de um lado para outro, até que José Luiz Miranda apareceu livre para conferir: 3 – 0 aos 39 minutos de jogo. 42 minutos: Os torcedores do time da casa até pararam de batucar quando os visitantes diminuíram a diferença em uma jogada pelo meio. Roberto Uccello do(a) GSdominou a bola pelo meio, girou, deslocou o marcador e chutou. Golaço! 3 a 1 no placar. Um dos destaques do jogo foi Serafino Macario, que se revelou um garçom, servindo a seus companheiros com cruzamentos perfeitos vindos da lateral. Um deles aos 43 minutos particularmente impressionou, mas Andrea Segato não fez jus e seu chute acabou errando o alvo. Andrea Segato do(a) GS apareceu livre na entrada da grande área e chutou forte, quase acertando um fotógrafo que se posicionava perto da trave esquerda (43 minutos). Quando é dado o apito final do primeiro tempo o placar indica: 3 a 1. Este intervalo é um gentil oferecimento da milagrosa caninha de Jarinu, patrocinadora oficial da Seleção Brasileira. Será que a equipe Mengo/Várzea é treinada pelo Pep Guardiola? O fato é que eles dominaram estes últimos minutos com 53% de posse de bola.

O técnico do(a) Mengo/Várzea continua tentando levar a organização do time de volta a um nível pelo menos boa, fazendo com que o time se encontre em campo na nova formação tática. Depois do cruzamento resultante da cobrança de escanteio de Şahin Müderris na pequena área aos 59 minutos, a bola foi na direção de Sämi Zima que teve apenas que escorar de cabeça, praticamente um tiro à queima-roupa, deixando 4 a 1.É… Tem jogador batendo cabeça no posicionamento… Será que essa é realmente a melhor formação para o(a) Mengo/Várzea? A organização está caindo pra inadequada.Ai! Essa doeu até em mim. Cartão amarelo para Antti Ojaniemi no 80º minuto, justíssimo. As ordens do técnico do(a) Mengo/Várzea não foram bem entendidas pelos jogadores, que se mostraram confusos em campo. Com isso o nível de organização caiu para péssima. Os visitantes reduziram para 4 a 2, quando Antonio Savoldinimarcou, depois de uma jogada construída pela esquerda aos 84 minutos. A partida vai chegando ao fim, o juiz já podia até acabar, mas decidiu dar mais 1 minuto de acréscimo. Fim de papo! E a PM cerca o trio de arbitragem. Pura marra do árbitro que pediu policiamento, pois ninguém reclama do 4 a 2. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) GS. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 51% da posse de bola.

Pelo(a) Mengo/Várzea, Derrick Witcher fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, Micah Randall foi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre! Dribles desconcertantes! Passes precisos! Calma e parcimônia em cada jogada. Riccardo Folino, do(a) GS, jogou muito essa noite,enquanto que o Enrico Vernillo leva o prêmio Botinha Anatômica pela sua atuação ridícula em campo.

Detalhes de desempenho

Meio-campo excelente (mt. alto) excelente (baixo)
Defesa direita formidável (mt. baixo) formidável (alto)
Defesa central boa (mt. alto) formidável (baixo)
Defesa esquerda fenomenal (mt. baixo) formidável (mt. alto)
Ataque direito fraca (mt. alto) excelente (baixo)
Ataque central excelente (baixo) fenomenal (baixo)
Ataque esquerdo fraca (alto) genial (alto)
Tiro livre indireto
Defesa formidável (baixo) excelente (mt. baixo)
Ataque formidável (mt. baixo) boa (alto)
Orientação
Tática Jogar com criatividade Normal
Nível titânica (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro 100% ofensivo

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Sämi Zima 2′
2 – 0 Şahin Müderris 8′
3 – 0 José Luiz Miranda 39′
3 – 1 Roberto Uccello 42′
4 – 1 Sämi Zima 59′
4 – 2 Antonio Savoldini 84′
Antti Ojaniemi 80′

Posse de Bola

53%
47%
49%
51%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
8 6
3 Ataque esquerdo 1
1 Ataque central 1
1 Ataque direito 1
2 Outro 1
1 Eventos especiais 2

Estatísticas exclusivas

 

About mengomengo