Jogo de Torneio #292 – SWT

Décimo e último jogo do Mengo/Várzea Medicine 3012 na tradicional SWT, temporada 13. O time até começou bem, abrindo 2-0, mas cedeu o empate e terminou a competição com empate 2-2 frente a adversário da VI Divisão da Itália.

 

Assim o time encerrou a participação com 14 pontos, com 3 vitórias, 5 empates e 2 derrotas, 18 gols marcados e 15 gols sofridos, terminando em #10690 dentre os 21278 participantes.

 

 

Os torcedores que apareceram ao estádio hoje, tiveram que usar bastante protetor solar. Um dia de muito sol por aqui. O calor intenso tornou a partida difícil para os jogadores que confiam na força ou velocidade. Por outro lado, forneceu condições perfeitas para os jogadores mais técnicos. Uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: CoenegrachtTaboin, Reis, VellemäeZima, Witcher, Kiszi, GrymovAmorim, Miranda, Tucano.

A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: ColanziArel, VerriCakolli, Lorubbio, Sacconi, Mandato, AmihăeseiMeneses, Zanolari, Cubicciotti.

Hoje será um dia de disputa entre filosofias futebolísticas distintas, já que o time da casa decidiu começar o jogo com um 3-4-3 enquanto os visitantes escolheram o 2-5-3.O técnico do(a) Mengo/Várzea instruiu seus jogadores que priorizassem suas habilidades especiais e usassem a criatividade. Mengo/Várzea assumiu a liderança aos 22 minutos, quando Nikolay Grymov tabelou pela esquerda e chutou rasteiro da entrada da área para fazer 1 a 0. O jogador do time da casa, László Kiszi, esteve próximo de aumentar a vantagem no 26º minuto. O chute saiu cruzado da direita, mas Claudio Colanzi evitou o gol com as pontas dos dedos. Aos 31 minutos, Mehmet Arelquase igualou o marcador para os visitantes, mas infelizmente para a torcida do(a) Patavii, o goleiro da equipe da casa fez uma defesa incrível. A falta batida por Mehmet Arel aos 40 minutos que daria a igualdade no placar parecia sair com perfeição, mas a bola acabou estourando na barreira, deixando um dos zagueiros no chão. Minutos depois ele voltou ao campo, recuperado. 42 minutos: Mehmet Arel achou que o talentoso László Kiszi fosse cruzar a bola e se preparou pra cortar de cabeça, já que sabe fazer isso como poucos, mas ele pulou antes da hora e foi driblado brilhantemente. Sorte que o guarda metas estava atento se antecipou, agarrando com firmeza a bola. Os visitantes assustaram aos 43 minutos com passe perfeito para a grande área, mas Raymon Coenegracht isolou a bola. E 1 a 0 é o resultado quando alcançamos o intervalo do jogo. Os torcedores aproveitaram a parada para dar uma olhada no que está passando na TV. E, como era de se esperar, estava passando o filme “A Lagoa Azul”. No derradeiro minuto, Patavii se sobressaiu contra seu adversário dominando o meio com 53% da posse de bola!

Aos 47 minutos Tuta Tucano parou a bola na linha da grande área e a segurou com o joelho. Ao tentar desarmá-lo, Massimo Lorubbio, que parece ser bom só pelo alto, tomou por baixo das pernas e caiu sentado, olhando incrédulo enquanto o gol era marcado para o(a) Mengo/Várzea, deixando o placar em 2 a 0. Os avanços dos visitantes pela direita estavam cada vez mais perigosos, e de tanto insistir eles reduziram a diferença para 2 a 1 aos 71 minutos depois que Angelo Sacconi entrou na grande área e chutou com efeito no canto. Depois de uma ótima combinação de passes no centro da defesa adversária aos 72 minutos o jogador Gilles Zanolari, do(a) Patavii, chuta forte e rasteiro para fazer 2 a 2! Luca Verri gostaria de continuar em campo, mas o técnico do(a) Patavii preferiu colocar Bio Tawéma em seu lugar, quando o relógio marcava 78 minutos. Com 78 minutos, Patavii quis renovar a energia de seu time na partida. Gilles Zanolari deu um abraço em Ólafur Halldórsson ao deixar o campo.Quando a placa indicando 1 minuto extra foi levantada, pude ouvir um dos técnicos reclamando: “Pelo amor de Deus, né, juizão? Quer dar acréscimo ou mais um tempo de jogo?” Fim de jogo! O resultado ficou em 2 a 2. Será que a equipe Patavii é treinada pelo Pep Guardiola? O fato é que eles dominaram estes últimos minutos com 53% de posse de bola.

Pelo(a) Mengo/Várzea, László Kiszi fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, enquanto que o Sämi Zima leva o prêmio Botinha Anatômica pela sua atuação ridícula em campo. Minhas retinas fatigadas vão guardar a imagem do Neymar Meneses armando suas jogadas, se destacando no meio do escrete do(a) Patavii, Bio Tawéma não teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz.

Detalhes de desempenho

Meio-campo formidável (baixo) fenomenal (baixo)
Defesa direita fenomenal (mt. alto) boa (alto)
Defesa central fenomenal (alto) fenomenal (baixo)
Defesa esquerda fenomenal (baixo) razoável (alto)
Ataque direito razoável (alto) boa (baixo)
Ataque central genial (mt. baixo) fenomenal (alto)
Ataque esquerdo razoável (mt. baixo) formidável (mt. alto)
Tiro livre indireto
Defesa brilhante (mt. baixo) boa (alto)
Ataque fenomenal (alto) boa (baixo)
Orientação
Tática Jogar com criatividade Normal
Nível colossal (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Nikolay Grymov 22′
2 – 0 Tuta Tucano 47′
2 – 1 Angelo Sacconi 71′
2 – 2 Gilles Zanolari 72′
Substituição Sai  Luca Verri
Entra  Bio Tawéma
78′
Substituição Sai  Gilles Zanolari
Entra  Ólafur Halldórsson
78′

Posse de Bola

47%
53%
47%
53%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
5 7
1 Ataque esquerdo 1
0 Ataque central 1
1 Ataque direito 2
1 Outro 3
2 Eventos especiais 0

Estatísticas exclusivas

 

About mengomengo