About Author: mengomengo

Posts by mengomengo

0

Jogo de Torneio #50 – MVC

Décimo e último jogo do MVC na Taça Heróis de 2017, temporada 2. Após abrir 3-1, o time deixou escapar a vitória e se despediu da competição com empate de 3-3 frente a adversário da VII Divisão da Alemanha.

 

Ao todo o time ficou em #910 dentre 7480 participantes, com 19pt, 6 vitórias, 1 empate e 3 derrotas, 28 gols marcados e 18 gols sofridos.

 

 

Clouds darkened the skies at the stadium today. , confira comigo a escalação: JoraMarinov, ŠtrafėlasCunha Silva, Veirman, Koskinen, Uverskiy, BerrajaBerrocal, Tapia, Hötte.

, e a lista dos titulares é: BodelierKnopper, Shmigirilov, KozlovskýRass, Kotthaus, Bieglmayr, Cupo, TabaneraFast, Wück.

O time da casa, Mengo Várzea Chesterton, entrou em campo com um 2-5-3. Já os visitantes, 1.FC Hofbräu, escolheram jogar no esquema 3-5-2. O time da casa criou uma linda jogada pela esquerda aos 13 minutos. Tauro Tapia chutou quase sem ângulo, mas com muito jeito. Ele ficou muito feliz com este gol e o dedicou à sua empregada, Geralda: 1 a 0. Tomas Štrafėlas reclamou tanto da marcação do juiz que, aos 14 minutos, tomou um merecido amarelo. Walter Rass calou o estádio depois de aparecer pela esquerda, se livrar do zagueiro e acabar empatando em 1 a 1 aos 21 minutos. Protestos de toda torcida quando o juiz mostrou apenas um amarelo a Jami Koskinen do(a) Chesterton, após cometer uma falta por trás aos 31 minutos. Muitos achavam que o jogador deveria ter sido expulso. O time da casa passou na frente aos 32 minutos depois de um rápido ataque orquestrado por Tauro Tapia, que dominou na direita, correu pela intermediária e bateu cruzado da entrada da área. 2 a 1! Após um rápido ataque pela esquerda aos 35 minutos, Tauro Tapia desmarcado completa facilmente para o gol para a felicidade da torcida do(a) Chesterton: 3 a 1. “Mais um!! Mais um!!”, grita a torcida em êxtase! É o terceiro gol de Tauro Tapia que, com um hattrick, é atirado nas graças da galera. Quando é dado o apito final do primeiro tempo o placar indica: 3 a 1. Este intervalo é um gentil oferecimento da milagrosa caninha de Jarinu, patrocinadora oficial da Seleção Brasileira. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Chesterton. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 53% da posse de bola.

71 minutos: Hofbräu reduziu a diferença após o pênalti apontado ter sido cobrado por Miguel Tabanera. Placar parcial é de 3 a 2. Na comemoração ele agarrou a câmera de tv e gritou: “Galvão, filma eu!!!”. Aos 78 minutos, Pedro Tomás Berrocal do(a) Chesterton chegou atrasado em uma dividida, inevitavelmente cometendo uma falta dura. O juiz considerou a falta intencional e ‘amarelou’ o jogador! Visivelmente nervosos, alguns jogadores do(a) Chesterton trocavam olhares como se procurassem alguém para acalmá-los. A torcida da casa vaia e faz vudu contra Fabio Wück, que finalizou um ótimo passe vindo da esquerda com um chutão, vencendo o goleiro sem problemas. O placar está empatado em 3 a 3 aos 85 minutos. Quando a placa indicando 2 minutos extras foi levantada, pude ouvir um dos técnicos reclamando: “Pelo amor de Deus, né, juizão? Quer dar acréscimo ou mais um tempo de jogo?” Fim de papo! E a PM cerca o trio de arbitragem. Pura marra do árbitro que pediu policiamento, pois ninguém reclama do 3 a 3. Chesterton demonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 51% durante o final deste tempo.

Jami Koskinen, do(a) Chesterton, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, enquanto que o Tomas Štrafėlas leva o prêmio Botinha Anatômica pela sua atuação ridícula em campo. Pelo(a) Hofbräu, Reginald Fast fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, parecendo ter sugado todo o talento do Roman Shmigirilov que nada fez no jogo.

Detalhes de desempenho

Meio-campo razoável (mt. alto) razoável (baixo)
Defesa direita boa (mt. baixo) boa (mt. baixo)
Defesa central razoável (baixo) brilhante (mt. baixo)
Defesa esquerda boa (mt. baixo) boa (mt. baixo)
Ataque direito fenomenal (alto) inadequada (mt. alto)
Ataque central razoável (mt. alto) boa (mt. alto)
Ataque esquerdo excelente (baixo) razoável (alto)
Tiro livre indireto
Defesa razoável (mt. alto) excelente (mt. baixo)
Ataque razoável (mt. baixo) razoável (alto)
Orientação
Tática Normal Normal
Nível (nenhuma tática) (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Tauro Tapia 13′
1 – 1 Walter Rass 21′
2 – 1 Tauro Tapia 32′
3 – 1 Tauro Tapia 35′
3 – 2 Miguel Tabanera 71′
3 – 3 Fabio Wück 85′
1 cartão amarelo Tomas Štrafėlas 14′
1 cartão amarelo Jami Koskinen 31′
1 cartão amarelo Pedro Tomás Berrocal 78′

Posse de Bola

53%
47%
51%
49%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
7 3
2 Ataque esquerdo 2
3 Ataque central 0
1 Ataque direito 0
1 Outro 1
0 Eventos especiais 0

Estatísticas exclusivas

0

Jogo de Torneio #49 – MVC

Nono jogo do MVC na Taça Heróis de 2017, temporada 2. Em jogo no qual merecíamos melhor sorte, derrota 0-2 frente a equipe da VI Divisão da França.

 

Clouds darkened the skies at the stadium today. . A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: BernardoniAhmadabadi, Domine, AiazzoneKawka, Chaman Khah, Plumet, VaugeoisDoré, Chełmicki.

, enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: JoraMarinov, ŠtrafėlasCunha Silva, Veirman, Koskinen, Uverskiy, AiresBerrocal, Tapia, Hötte.

Bobo Chartrons United começou o jogo num 3-4-2, enquanto o(a) Mengo Várzea Chesterton entrou em campo num 2-5-3. No 9º minuto uma jogada infeliz do time da casa deu aos visitantes a chance de se isolarem no placar, mas Tauro Tapia, encontrando-se somente com o goleiro pela frente, não conseguiu tirar proveito da situação. Protestos de toda torcida quando o juiz mostrou apenas um amarelo a Dmitry Uverskiy do(a) Chesterton, após cometer uma falta por trás aos 10 minutos. Muitos achavam que o jogador deveria ter sido expulso. Os jogadores do(a) Chartrons tentavam encontrar suas posições no campo, mas predominou a confusão e a organização que já não estava lá essas coisas, acabou caindo pra razoável. Aos 30 minutos da partida, Tauro Tapia teve uma grande chance de colocar seu time a frente do placar, mas seu chute da esquerda passou longe. O(a) Chesterton quase fez o gol do desempate pela esquerda com Tauro Tapia aos 32 minutos, mas a bola acabou passando longe do gol de Patricio Bernardoni. Acerte o seu aí que eu arredondo o meu aqui. O juiz aponta o centro do campo e termina esta etapa. 0 a 0. As torcidas aproveitam o intervalo e estendem faixas pedindo PAZ nos estádios de futebol. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Chesterton. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 56% da posse de bola.

Com muitos gestos e explicações o técnico do(a) Chartrons repassou a tática com a equipe, que voltou ao nível boa de organização. Com 61 minutos, Chartrons quis renovar a energia de seu time na partida. Shadmehr Chaman Khah deu um abraço em Viviano Amor ao deixar o campo. Stéphane Vaugeois gostaria de continuar em campo, mas o técnico do(a) Chartrons preferiu colocar Marek Uchal em seu lugar, quando o relógio marcava 65 minutos. O nó tático prometido pelo técnico do(a) Chartrons não está dando certo e os jogadores estão muito confusos em campo. Com isso a organização caiu para inadequada. O susto para a equipe da casa foi grande quando o(a) Chesterton levou grande perigo aos 78 minutos, numa bola aparentemente inofensiva chutada por Zeferino Cunha Silva, mas um buraco na pequena área acabou desviando a bola, e o goleiro Patricio Bernardoni teve que se entortar todo pra agarrar. O jogador do(a) Chartrons, Dino Aiazzone, recebeu um cartão amarelo e algumas palavras duras do árbitro depois de uma forte entrada sobre um adversário aos 79 minutos. GOLAÇO!! Aos 80 minutos Kasra Ahmadabadidesempata o jogo para o(a) Chartrons numa meia-bicicleta, depois de uma tabela pelo meio da defesa adversária. O jogo agora está em 1 a 0. Aos 83 minutos, Jami Koskinen do(a) Chesterton chegou atrasado em uma dividida, inevitavelmente cometendo uma falta dura. O juiz considerou a falta intencional e ‘amarelou’ o jogador! É… Tem jogador batendo cabeça no posicionamento… Será que essa é realmente a melhor formação para o(a) Chartrons? A organização está caindo pra inadequada. Ai! Essa doeu até em mim. Cartão amarelo para Tomas Štrafėlas no 85º minuto, justíssimo. As ordens do técnico do(a) Chartrons não foram bem entendidas pelos jogadores, que se mostraram confusos em campo. Com isso o nível de organização caiu para ruim. Atacando pela direita e passando por todos os adversários, Albert Kawka aumenta para o(a) Chartrons, deixando o jogo em 2 a 0 aos 87 minutos. Aos 88 minutos, Dmitry Uverskiy correu incrivelmente pelo meio da intermediária adversária e chegou perto de diminuir a liderança do time da casa, mas Patricio Bernardoni não se entregou facilmente e não deixou a bola passar por ele.Aos 89 minutos, o juiz já estava no limite de sua paciência, quando Zeferino Cunha Silva deu outra entrada com mais força que o necessário e por isso o esperado cartão amarelo foi mostrado para o representante do(a) Chesterton. No 89º minuto a técnica de Marek Uchal deixou Jami Koskinen, que às vezes mostra que é bom de cabeçada e doente do pé, a ver navios depois de 3 dribles desconcertantes. Pena que a finalização foi prensada pelo marcador que estava na sobra e o goleiro defendeu.Fim de papo! E a PM cerca o trio de arbitragem. Pura marra do árbitro que pediu policiamento, pois ninguém reclama do 2 a 0. Chesterton demonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 56% durante o final deste tempo.

Frédéric Plumet, do(a) Chartrons, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, Kasra Ahmadabadinão teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz. Dribles desconcertantes! Passes precisos! Calma e parcimônia em cada jogada. Jami Koskinen, do(a) Chesterton, jogou muito essa noite, enquanto que o Tomas Štrafėlas leva o prêmio Botinha Anatômica pela sua atuação ridícula em campo.

Detalhes de desempenho

Meio-campo inadequada (alto) razoável (mt. alto)
Defesa direita fenomenal (mt. baixo) boa (mt. baixo)
Defesa central fenomenal (alto) razoável (baixo)
Defesa esquerda fenomenal (mt. baixo) boa (mt. baixo)
Ataque direito boa (mt. alto) brilhante (mt. baixo)
Ataque central excelente (baixo) boa (mt. baixo)
Ataque esquerdo excelente (alto) excelente (mt. alto)
Tiro livre indireto
Defesa excelente (baixo) razoável (mt. alto)
Ataque inadequada (mt. alto) razoável (mt. baixo)
Orientação
Tática Normal Normal
Nível (nenhuma tática) (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Kasra Ahmadabadi 80′
2 – 0 Albert Kawka 87′
1 cartão amarelo Dmitry Uverskiy 10′
1 cartão amarelo Dino Aiazzone 79′
1 cartão amarelo Jami Koskinen 83′
1 cartão amarelo Tomas Štrafėlas 85′
1 cartão amarelo Zeferino Cunha Silva 89′
Substituição Sai  Shadmehr Chaman Khah
Entra  Viviano Amor
61′
Substituição Sai  Stéphane Vaugeois
Entra  Marek Uchal
65′

Posse de Bola

44%
56%
44%
56%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
3 8
0 Ataque esquerdo 3
1 Ataque central 4
1 Ataque direito 0
0 Outro 1
1 Eventos especiais 0

Estatísticas exclusivas

 

0

Jogo de Torneio #48 – MVC

Oitavo jogo do MVC na Taça Heróis de 2017, temporada 2. Goleada de 5-2 frente a equipe da IV Divisão da China.

 

Chesterton 5 – 2 Xindu

The rain was pouring down at the stadium today. The wet pitch made it difficult for technical or quick players to stand out. For once, the players relying on physical strength gained the upper hand. , enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: JoraMarinov, ŠtrafėlasCunha Silva, Veirman, Koskinen, Uverskiy, BerrajaBerrocal, Tapia, Hötte.

. A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: 聪明 (Congming)欣兴 (Xinxing), 福泽 (Fuze), 航忠 (Hangzhong)凯楠 (Kainan), 康宇 (Kangyu), 伟健 (Weijian), 育邦 (Yubang), 有宗 (Youzong)Ayala, 豪楠 (Haonan).

Mengo Várzea Chesterton está escalado na formação 2-5-3. Já no caso do(a) FK Xindu, a formação escolhida foi o 3-5-2. A torcida do(a) Chesterton parou de respirar quando Adib Berraja avançou pelo lado esquerdo. Antes de a marcação chegar, ele chutou colocado e marcou! O placar eletrônico representa uma eloquente bomba explodindo e mudando o placar para 1 a 0! 张 (Zhang) 欣兴 (Xinxing) reclamou tanto da marcação do juiz que, aos 9 minutos, tomou um merecido amarelo. Xindu é visita que não faz cerimônia. Depois de uma confusão no meio da área, 张 (Zhang) 欣兴 (Xinxing) tocou pra dentro aos 17 minutos, deixando tudo igual aqui no estádio: 1 a 1. Ai! Essa doeu até em mim. Cartão amarelo para Adib Berraja no 19º minuto, justíssimo. O time da casa criou uma linda jogada pela esquerda aos 20 minutos. Tomas Štrafėlas chutou quase sem ângulo, mas com muito jeito. Ele ficou muito feliz com este gol e o dedicou à sua empregada, Geralda: 2 a 1. Aos 25 minutos, o juiz já estava no limite de sua paciência, quando Mirko ‘Game’ Ayala deu outra entrada com mais força que o necessário e por isso o esperado cartão amarelo foi mostrado para o representante do(a) Xindu. Leon Veirman, do(a) Chesterton, aumentou para 3 a 1 depois de um pênalti batido com precisão aos 31 minutos. Na comemoração ele mergulhou pelo gramado em direção à bandeirinha de escanteio e quase deu com a cabeça nela. After 33 minutes, Mirko ‘Game’ Ayala showed no mercy as he ran straight at the Chesterton playmaker, mowing him down. He could stay on his feet himself, but only managed a feeble shot that didn’t trouble the keeper at all. Chesterton quase marcou outro gol pela direita, aumentando sua vantagem no 40º minuto. Infelizmente Jami Koskinen está com problemas de calibragem no pé e a bola saiu com muita força, passando por cima do travessão. Tauro Tapia do(a) Chestertonviu seu bom chute atingir o travessão e sair, resultado de um grande trabalho de seus companheiros de equipe pelo meio. O árbitro pediu a bola, apontou para o centro do campo e disse que não há tempo para mais nada. Placar parcial: 3 a 1. Num duelo de meios de campo muito equilibrados, nenhum dos times obteve domínio.

Chesterton quase faz mais um com Jami Koskinen aos 57 minutos, mas 杨 (Yang) 聪明 (Congming) não se entrega tão fácil, fazendo uma bela defesa. Mesmo com o time jogando com garra, o placar mostra até o momento que a derrota pode ser inevitável se nada for feito, então aos 60 minutos 莫 (Mo) 福泽 (Fuze) foi substituído por 张 (Zhang) 德柏 (Debo), tomara que ele entre e resolva. Enquanto 莫 (Mo) 福泽 (Fuze)deixa o campo, o técnico sinaliza para o 展 (Zhan) 有宗 (Youzong) ser o novo batedor de faltas. Nem com a ajuda do bandeirinha os visitantes diminuíram. Mirko ‘Game’ Ayala estava na banheira, no meio da área, aos 71 minutos e o chutão dado pelo zagueiro da sua equipe caiu no seu pé, o goleiro estava distraído bebendo água, era só fazer, mas ele conseguiu chutar pra longe. Ih, fala sério! Essa até o Marrentinho Carioca faria pro Tabajara. A equipe do(a) Chesterton aumentou a vantagem para 4 a 1 depois de um tiro cruzado da direita de Pedro Tomás Berrocal aos 75 minutos. O jogador do(a) Xindu, 何 (He) 豪楠 (Haonan), recebeu um cartão amarelo e algumas palavras duras do árbitro depois de uma forte entrada sobre um adversário aos 76 minutos. Xindu não se entrega fácil e aos 77 minutos 蔡 (Cai) 康宇 (Kangyu) tabelou pelo meio e diminuiu a diferença para 4 a 2. Aos 82 minutos, 蔡 (Cai) 康宇 (Kangyu)do(a) Xindu se jogou escandalosamente na entrada da área, mas o juiz não engoliu e ainda por cima deu um amarelo pelo teatro. O jogador inconformado saiu resmungando alguma coisa sobre o árbitro e o coelhinho da Páscoa… Atacando pela direita e passando por todos os adversários, Adib Berraja aumenta para o(a) Chesterton, deixando o jogo em 5 a 2 aos 83 minutos. Adib Berraja atingiu de forma muito violenta o jogador adversário. Apesar de fingir estar machucado para sair de maca, o jogador do(a) Chesterton recebeu o segundo cartão amarelo e foi para o chuveiro mais cedo com justiça. O juiz deu mais 3 minutos de acréscimo, dando aos torcedores a esperança de pelo menos mais um ataque de seu time antes do apito final. Bravo! As luzes se apagam e mais um espetáculo da bola chega ao fim. O público presente nas cadeiras aplaude o placar, que mostra 5 a 2. Parece que o esquema “tic-tac” do técnico do(a) Xindu funcionou muito bem, já que eles dominaram o meio de campo com 53% da posse de bola ao final desses 45 minutos.

Jami Koskinen, do(a) Chesterton deu um show à parte, desconcertando a todos com seu jogo de encher os olhos, Tomas Štrafėlas foi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre! Minhas retinas fatigadas vão guardar a imagem do 蔡 (Cai) 康宇 (Kangyu) armando suas jogadas, se destacando no meio do escrete do(a) Xindu, 张 (Zhang) 德柏 (Debo) não teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz.

Detalhes de desempenho

Meio-campo razoável (alto) razoável (mt. alto)
Defesa direita boa (baixo) razoável (mt. alto)
Defesa central razoável (alto) razoável (mt. alto)
Defesa esquerda boa (alto) boa (mt. baixo)
Ataque direito fenomenal (baixo) inadequada (mt. alto)
Ataque central razoável (alto) razoável (baixo)
Ataque esquerdo boa (mt. alto) razoável (alto)
Tiro livre indireto
Defesa razoável (alto) razoável (mt. baixo)
Ataque inadequada (mt. alto) inadequada (baixo)
Orientação
Tática Normal Normal
Nível (nenhuma tática) (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Posse de Bola

50%
50%
47%
53%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
8 6
2 Ataque esquerdo 1
2 Ataque central 3
3 Ataque direito 1
1 Outro 1
0 Eventos especiais 0

Estatísticas exclusivas

 

0

Jogo de Torneio #47 – MVC

Sétimo jogo do MVC na Taça Heróis de 2017, temporada 2. Derrota de 0-3 frente a equipe da VI Divisão da Suíça.

 

Busato 3 – 0 Chesterton

The spectators didn’t look too happy about the constant raining at the stadium today.The wet pitch made it difficult for technical or quick players to stand out. For once, the players relying on physical strength gained the upper hand. , e a lista dos titulares é: CamisonChiappori, Riekmann, SyrovátkoDittrich, Schutt, Suárez, Helfenberger, MargueritatGrundner, Vétillard.

. A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: JoraMarinov, ŠtrafėlasCunha Silva, Veirman, Koskinen, Uverskiy, BerrajaBerrocal, Tapia, Hötte.

Hoje será um dia de disputa entre filosofias futebolísticas distintas, já que o time da casa decidiu começar o jogo com um 3-5-2 enquanto os visitantes escolheram o 2-5-3. A defesa do(a) Busato segurou perfeitamente o ataque adversário, possibilitando um contra-ataque rápido, infiltrado pelo meio, convertido por Noel Schutt aos 4 minutos, fazendo 1 a 0. No 8º minuto a técnica de Dmitry Uverskiy deixou Svatopluk Syrovátko, que às vezes mostra que é bom de cabeçada e doente do pé, a ver navios depois de 3 dribles desconcertantes. Pena que a finalização foi prensada pelo marcador que estava na sobra e o goleiro defendeu. Busato quase faz mais um com Audric Vétillard aos 13 minutos, mas Marius Jora não se entrega tão fácil, fazendo uma bela defesa. A equipe do(a) Busato aumentou a vantagem para 2 a 0 depois de um tiro cruzado da direita de Audric Vétillard aos 22 minutos. Aos 23 minutos, Tomas Štrafėlas dribla para a esquerda tirando um zagueiro da jogada e finaliza forte, mas Filiberto Camison está atento e espalma para a linha de fundo. Aos 25 minutos, o juiz já estava no limite de sua paciência, quando Jami Koskinen deu outra entrada com mais força que o necessário e por isso o esperado cartão amarelo foi mostrado para o representante do(a) Chesterton. Acerte o seu aí que eu arredondo o meu aqui. O juiz aponta o centro do campo e termina esta etapa. 2 a 0. As torcidas aproveitam o intervalo e estendem faixas pedindo PAZ nos estádios de futebol. Parece que o esquema “tic-tac” do técnico do(a) Busato funcionou muito bem, já que eles dominaram o meio de campo com 53% da posse de bola ao final desses 45 minutos.

Paul Margueritat dominava a sua lateral, enviando cruzamentos perfeitos para os seus companheiros no meio, e no melhor deles, aos 53 minutos, Audric Vétillard não conseguiu mandar para o fundo da rede. Busato já sente que a vitória está perto e decidiu fazer uma substituição. Será que Norbert Goerres entrou aos 70 minutos no lugar de Teodoro Riekmann para segurar o resultado ou para aumentar a vantagem? “Veja o jogo e pare de filosofar, seu mala!”, gritou um torcedor insatisfeito com a narração do jogo. Magnus Grundner deveria ter feito mais um gol pelo meio para o seu time no 74º minuto, mas Marius Jora com uma bela defesa manteve os visitantes na partida. Magnus Grundner foi substituído aos 75 minutos, mas não por lesão, e sim por opção do técnico. O jogador sai de campo satisfeito, já que seu time está à frente no placar. Em seu lugar entra Hademar Bossert. André Dittrich reclamou tanto da marcação do juiz que, aos 78 minutos, tomou um merecido amarelo. Busatovencia o jogo aos 80 minutos. Vendo isso, o técnico mandou Jean Poiron para o campo, no lugar de Davide Chiappori, que parecia cansado e já não disputava as jogadas com tanta disposição. Filiberto Camison fez uma defesa brilhante aos 81 minutos parando uma bomba de Mark Hötte disparada do lado direito, em direção à esquerda do gol. O(a) Busato aumentou a vantagem para 3 a 0! Depois de um cruzamento da esquerda, Svatopluk Syrovátko, isolado, não teve dificuldades contra o goleiro adversário (84 minutos). Audric Vétillard do(a) Busato viu seu bom chute atingir o travessão e sair, resultado de um grande trabalho de seus companheiros de equipe pelo meio. O jogo teve algumas faltas e paradas para atendimentos aos jogadores, então o juiz dará 1 minuto além do tempo regulamentar. Justo. Bravo! As luzes se apagam e mais um espetáculo da bola chega ao fim. O público presente nas cadeiras aplaude o placar, que mostra 3 a 0. Será que a equipe Busato é treinada pelo Pep Guardiola? O fato é que eles dominaram estes últimos minutos com 55% de posse de bola.

Pelo(a) Busato, Hademar Bossert fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, Filiberto Camison foi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre! Jami Koskinen, do(a) Chesterton, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, Tomas Štrafėlas não teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz.

Detalhes de desempenho

Meio-campo boa (mt. alto) razoável (alto)
Defesa direita excelente (baixo) boa (mt. baixo)
Defesa central formidável (mt. alto) razoável (baixo)
Defesa esquerda brilhante (mt. alto) boa (mt. baixo)
Ataque direito boa (baixo) brilhante (mt. baixo)
Ataque central excelente (baixo) boa (mt. baixo)
Ataque esquerdo razoável (mt. alto) excelente (alto)
Tiro livre indireto
Defesa razoável (alto) razoável (mt. alto)
Ataque razoável (mt. baixo) razoável (mt. baixo)
Orientação
Tática Normal Normal
Nível (nenhuma tática) (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Noel Schutt 4′
2 – 0 Audric Vétillard 22′
3 – 0 Svatopluk Syrovátko 84′
1 cartão amarelo Jami Koskinen 25′
1 cartão amarelo André Dittrich 78′
Substituição Sai  Teodoro Riekmann
Entra  Norbert Goerres
70′
Substituição Sai  Magnus Grundner
Entra  Hademar Bossert
75′
Substituição Sai  Davide Chiappori
Entra  Jean Poiron
80′

Posse de Bola

53%
47%
55%
45%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
10 4
2 Ataque esquerdo 0
4 Ataque central 1
2 Ataque direito 2
1 Outro 0
1 Eventos especiais 1

Estatísticas exclusivas

0

Jogo de Torneio #46 – MVC

Sexto jogo do MVC na Taça Heróis de 2017, temporada 2. Após o primeiro revés, o time se recuperou com vitória de 4-2 frente a equipe da região de Kouffo, no Benin, que joga a V Divisão do HTI.

 

The fans braved the pouring rain at the stadium today. The wet pitch made it difficult for technical or quick players to stand out. For once, the players relying on physical strength gained the upper hand. . A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: AhoueyaAloenouvo, Akpo, RaimyGhezo, Pemasanga, Adipo, Agboyibor, Ahoomey ZunuRaimy, Agadja.

, enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: JoraMarinov, ŠtrafėlasCunha Silva, Veirman, Koskinen, Uverskiy, BerrajaBerrocal, Tapia, Hötte.

O time da casa, Super Ecureuil Créonais, entrou em campo com um 3-5-2. Já os visitantes, Mengo Várzea Chesterton, escolheram jogar no esquema 2-5-3. Depois de uma cobrança de escanteio aos 2 minutos, Tauro Tapia escorou a bola para o miolo da pequena área, e os torcedores do(a) Chesterton viram Adib Berraja sobrar com a bola no meio da confusão e chutar de qualquer maneira para o gol deixando 0 a 1 no placar. Depois de um excelente trabalho pelo corredor direito, Oluchi Pemasangachega à igualdade aos 5 minutos, o resultado é de 1 a 1. Numa rápida troca de bola na esquerda, aos 7 minutos, o jogador da equipe do(a) Chesterton, Pedro Tomás Berrocal, ficou isolado para marcar. 1 a 2 para os visitantes. Aos 23 minutos, o juiz já estava no limite de sua paciência, quando Pedro Tomás Berrocal deu outra entrada com mais força que o necessário e por isso o esperado cartão amarelo foi mostrado para o representante do(a) Chesterton. Chesterton orquestrou um bom contra-ataque pela lateral direita aos 27 minutos, numa bola enfiada em velocidade. Quando os zagueiros entenderam a malandragem da jogada já era tarde, e Tauro Tapiaconseguiu invadir praticamente livre para chutar na saída do goleiro. 1 a 3. Os torcedores do(a) Chesterton que estavam debaixo de um bandeirão, o rasgaram como loucos apenas para ver a comemoração. Aos 33 minutos ficou provado que algumas coisas só são aprendidas através da experiência, e Mbadiwe Akpo deveria tomar isso como lição, depois de quase deixar o(a) Chesterton fazer um gol ao fazer embaixadinhas onde não devia. A torcida do time da casa não ficou impressionada quando Tauro Tapia veio da direita e com um chute firme fez o gol aos 34 minutos. Chesterton agora vence por 1 a 4. Aos 35 minutos, Boni Agboyibor do(a) Ecureuilchegou atrasado em uma dividida, inevitavelmente cometendo uma falta dura. O juiz considerou a falta intencional e ‘amarelou’ o jogador! Quando é dado o apito final do primeiro tempo o placar indica: 1 a 4. Este intervalo é um gentil oferecimento da milagrosa caninha de Jarinu, patrocinadora oficial da Seleção Brasileira. Chestertondemonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 52% durante o final deste tempo.

No 63º minuto de jogo Zeferino Cunha Silva quase aumentou a vantagem para os visitantes quando saiu da marcação da zaga e na entrada da grande área disparou, mas o disparo passou logo acima do travessão. A defesa do(a) Ecureuil lançou uma bola que foi voando pelo meio num belo contra-ataque, mas a finalização de Mbadiwe Akpo encontrou seu final nas mãos do goleiro. Bertin Agadja cobrou bem a falta marcada para o(a) Ecureuil, mas o goleirão estava atento e fez uma bonita defesa de mão trocada aos 65 minutos – sem gol dessa vez. 82 minutos de jogo, o(a) Ecureuilavança pelo meio e após um passe magistral, Bertin Agadja completa, sem chances para o goleiro dos visitantes, alterando o placar para 2 a 4. A partida vai chegando ao fim, o juiz já podia até acabar, mas decidiu dar mais 2 minutos de acréscimo. Fim de jogo! O resultado ficou em 2 a 4. Será que a equipe Chesterton é treinada pelo Pep Guardiola? O fato é que eles dominaram estes últimos minutos com 51% de posse de bola.

Bertin Agadja, do(a) Ecureuil deu um show à parte, desconcertando a todos com seu jogo de encher os olhos, por outro lado, o que aconteceu com Olamide Ahoomey Zunu? Parece que desaprendeu a jogar bola! Jami Koskinen, do(a) Chesterton, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, parecendo ter sugado todo o talento do Tomas Štrafėlasque nada fez no jogo.

Detalhes de desempenho

Meio-campo razoável (baixo) razoável (alto)
Defesa direita inadequada (mt. alto) boa (alto)
Defesa central formidável (baixo) razoável (mt. alto)
Defesa esquerda inadequada (alto) boa (mt. alto)
Ataque direito boa (baixo) formidável (mt. alto)
Ataque central excelente (alto) razoável (baixo)
Ataque esquerdo inadequada (alto) boa (mt. alto)
Tiro livre indireto
Defesa boa (alto) razoável (mt. alto)
Ataque razoável (mt. alto) razoável (mt. baixo)
Orientação
Tática Normal Normal
Nível (nenhuma tática) (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

0 – 1 Adib Berraja 2′
1 – 1 Oluchi Pemasanga 5′
1 – 2 Pedro Tomás Berrocal 7′
1 – 3 Tauro Tapia 27′
1 – 4 Tauro Tapia 34′
2 – 4 Bertin Agadja 82′
1 cartão amarelo Pedro Tomás Berrocal 23′
1 cartão amarelo Boni Agboyibor 35′

Posse de Bola

48%
52%
49%
51%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
6 8
0 Ataque esquerdo 1
2 Ataque central 1
2 Ataque direito 2
2 Outro 2
0 Eventos especiais 2

Estatísticas exclusivas

 

 

0

Jogo de Torneio – #45

Quinto jogo do MVC na Taça Heróis de 2017, temporada 2. Após 4 vitórias, uma derrota de 2-4 frente a equipe da Província de Buenos Aires, Argentina, que joga a IV Divisão do HTI.

 

The fans braved the pouring rain at the stadium today. The pitch was a disaster, due to all the rain. This spelled problems for the more sophisticated players, who usually could rely on speed or technique. For those relying on grit and strength, it actually meant an edge. , e os jogadores vão saindo do vestiário: BalducciLarrea, Garrioch, Rodríguez VillegasZárate, Fernandes Barros, Silber, Sirico, AndreuDingwall, Puente De Los Arroyos Soler.

, enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: JoraMarinov, ŠtrafėlasCunha Silva, Veirman, Koskinen, Uverskiy, BerrajaBerrocal, Tapia, Hötte.

Os time escolheram formações diferentes para começar a partida. Os donos da casa, Platense Futbol, optaram pelo 3-5-2, enquanto os visitantes, Mengo Várzea Chesterton, decidiram jogar com um 2-5-3. Muitos pensaram que Milan Silber fosse marcar no 8º minuto quando ele se enfiou pelo meio, mas o seu chute foi prensado pela defesa adversária, sólida como uma rocha. O jogador do(a) Platense, Gonzalo Rodríguez Villegas, recebeu um cartão amarelo e algumas palavras duras do árbitro depois de uma forte entrada sobre um adversário aos 18 minutos. A barulheira na arquibancada só poderia significar uma coisa: A falta cobrada por Milan Silberresultou num belo gol. Platense lidera por 1 a 0! Roberto Sirico teve um imenso prazer ao marcar 2 a 0 para o(a) Platense, num toque suave entre as pernas do goleiro após receber um passe em profundidade pela direita aos 30 minutos. Aos 36 minutos o(a) Chesterton teve uma boa oportunidade de responder, mas ninguém conseguiu finalizar o cruzamento vindo da esquerda. O árbitro da partida soprou o instrumento e pediu a bola sem dar os acréscimos devido a uma forte dor de barriga. 2 a 0 era o placar ao soar o apito do juiz para o intervalo. No derradeiro minuto, Platense se sobressaiu contra seu adversário dominando o meio com 55% da posse de bola!

Pelo jeito hoje não é o dia do time visitante. Milan Silber foi sem dó pelo meio da defesa adversária e marcou 3 a 0 aos 53 minutos para o(a) Platense. Os visitantes reduziram aos 60 minutos para 3 a 1. Uma falta incrível cobrada pelo Leon Veirman, que deixou o goleiro da casa no chão. A torcida visitante fez barulho no estádio e voltou a empurrar o time para frente! Aos 65 minutos, Dmitry Uverskiy do(a) Chesterton chegou atrasado em uma dividida, inevitavelmente cometendo uma falta dura. O juiz considerou a falta intencional e ‘amarelou’ o jogador! Mariano Eduardo Zárate aumentou a vantagem do(a) Platense para 4 a 1 depois de finalizar um cruzamento da direita (67 minutos). Os visitantes reduziram para 4 a 2, quando Zeferino Cunha Silva marcou, depois de uma jogada construída pela esquerda aos 80 minutos. Roberto Sirico foi substituído aos 81 minutos, mas não por lesão, e sim por opção do técnico. O jogador sai de campo satisfeito, já que seu time está à frente no placar. Em seu lugar entra Pyry Natri. A capitania do(a) Platense é passada para Pyry Natri que recebe a braçadeira com pompa. Platense vencia o jogo aos 82 minutos. Vendo isso, o técnico mandou Ángel San Martín para o campo, no lugar de Milan Silber, que parecia cansado e já não disputava as jogadas com tanta disposição.Milan Silber não cobrará mais nenhuma falta hoje, já que está saindo. Marcelo Enrique Andreu agora terá uma chance para mostrar sua habilidade nas cobranças de bola parada. O jogo teve algumas faltas e paradas para atendimentos aos jogadores, então o juiz dará 1 minuto além do tempo regulamentar. Justo. Ángel San Martíndeveria ter feito mais um gol pelo meio para o seu time no 89º minuto, mas Marius Jora com uma bela defesa manteve os visitantes na partida. Já no final do jogo, faltou uma voz de comando no(a) Platense para organizar os jogadores. A falta de experiência deles fez com que se sentissem perdidos em campo. Apita o árbitro, fim da partida! O resultado final é 4 a 2. Platense demonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 55% durante o final deste tempo.

Matias Fernandes Barros, do(a) Platense deu um show à parte, desconcertando a todos com seu jogo de encher os olhos, por outro lado, o que aconteceu com Alejandro Martín Balducci? Parece que desaprendeu a jogar bola! Jami Koskinen, do(a) Chesterton, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, parecendo ter sugado todo o talento do Tomas Štrafėlas que nada fez no jogo.

Detalhes de desempenho

Meio-campo excelente (mt. baixo) razoável (alto)
Defesa direita excelente (baixo) boa (mt. baixo)
Defesa central excelente (alto) razoável (baixo)
Defesa esquerda excelente (baixo) boa (mt. baixo)
Ataque direito boa (mt. alto) brilhante (mt. baixo)
Ataque central razoável (mt. baixo) boa (mt. baixo)
Ataque esquerdo excelente (mt. baixo) excelente (alto)
Tiro livre indireto
Defesa boa (baixo) razoável (mt. alto)
Ataque boa (baixo) razoável (mt. baixo)
Orientação
Tática Normal Normal
Nível (nenhuma tática) (nenhuma tática)
Estilo de jogo 100% defensivo neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Milan Silber 27′
2 – 0 Roberto Sirico 30′
3 – 0 Milan Silber 53′
3 – 1 Leon Veirman 60′
4 – 1 Mariano Eduardo Zárate 67′
4 – 2 Zeferino Cunha Silva 80′
1 cartão amarelo Gonzalo Rodríguez Villegas 18′
1 cartão amarelo Dmitry Uverskiy 65′
Substituição Sai  Roberto Sirico
Entra  Pyry Natri
81′
Substituição Sai  Milan Silber
Entra  Ángel San Martín
82′

Posse de Bola

55%
45%
55%
45%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
6 3
0 Ataque esquerdo 2
3 Ataque central 0
2 Ataque direito 0
1 Outro 1
0 Eventos especiais 0

Estatísticas exclusivas

0

Jogo de Torneio #44 – MVC

Quarto jogo do MVC na Taça Heróis de 2017, temporada 2. Vitória arrasadora de 5-1 frente a adversário da V Divisão da Áustria.

 

The clouds were hanging menacingly over the stadium today. , confira comigo a escalação: JoraMarinov, ŠtrafėlasCunha Silva, Veirman, Koskinen, Uverskiy, BerrajaBerrocal, Tapia, Hötte.

, e os jogadores vão saindo do vestiário: GassnerPrzeniosło, Schwab, PühringerKirschner, Goliszewski, Trepka, Lakkinen, NemetzGutmann, Foitek.

Os time escolheram formações diferentes para começar a partida. Os donos da casa, Mengo Várzea Chesterton, optaram pelo 2-5-3, enquanto os visitantes, 1. FC Melmark, decidiram jogar com um 3-5-2. Ignorando completamente os corredores laterais, o(a) Melmark resolveu utilizar o ataque pelo meio de nível colossal para concentrar seus esforços ofensivos. Seguindo seu caminho pelo meio aos 13 minutos, Zeferino Cunha Silva quase conseguiu ser bem sucedido no chute que foi rasteiro e no cantinho do goleiro da equipe visitante, mas o sempre alerta Leopold Gassneragarrou a bola com segurança e manteve a igualdade no placar. Com 14 minutos de jogo o(a) Melmark, em mais um rápido contra-ataque pela esquerda, conseguiu uma boa oportunidade, mas o chute de Gottfried Schwab foi fraco e acabou nas mãos do goleiro. Ai! Essa doeu até em mim. Cartão amarelo para Adib Berraja no 22º minuto, justíssimo. O jogador do(a) Melmark, Niklas Lakkinen, quase marcou no 24º minuto, ao receber um lançamento da direita. Marius Jora foi ágil e mergulhou nos pés dele, agarrando a bola e recebendo os aplausos da torcida por sua bravura. Pênalti para o time da casa, facilmente convertido por Leon Veirman aos 33 minutos, deixando o jogo em 1 a 0. Zeferino Cunha Silva teve um imenso prazer ao marcar 2 a 0 para o(a) Chesterton, num toque suave entre as pernas do goleiro após receber um passe em profundidade pela direita aos 34 minutos. A equipe do(a) Chesterton aumentou a vantagem para 3 a 0 depois de um tiro cruzado da direita de Zeferino Cunha Silvaaos 38 minutos. O time da casa domina a partida. O ataque do(a) Chestertonatropela a defesa central dos visitantes, resultando num gol tranquilo de Adib Berraja, ampliando para 4 a 0 aos 42 minutos. E 4 a 0 é o resultado quando alcançamos o intervalo do jogo. Os jogadores rumam para os vestiários e enfrentam agora o assédio dos repórteres. Chesterton demonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 56% durante o final deste tempo.

Aos 54 minutos, Emil Foitek dribla para a esquerda tirando um zagueiro da jogada e finaliza forte, mas Marius Jora está atento e espalma para a linha de fundo. Uma série de rápidos e bonitos passes seguidos de um chute na entrada da área aos 55 minutos deveriam ter resultado em mais um gol para o(a) Chesterton, no entanto Leopold Gassner afastou o perigo da sua baliza com uma defesa espetacular. O cronômetro marca 70 minutos e o placar dá a vantagem ao time adversário. Então, o técnico do(a) Melmark decidiu tirar Werner Trepka do gramado e botou Hendrik Broberg em seu lugar. Sem capitão, Niklas Lakkinen assumiu a responsabilidade do comando do(a) Melmark para si. Chesterton aumentou a liderança para 5 a 0 quando Vasil Marinov invadiu pela esquerda e chutou com elegância. A bola venceu o goleiro e estufou a rede. Melmark não se entrega fácil e aos 76 minutos Gottfried Schwabtabelou pelo meio e diminuiu a diferença para 5 a 1. Melmark precisava de fôlego novo no gramado, pois eram jogados 80 minutos e estavam perdendo. Emil Foitekcorreu muito hoje e agora vai deixar Peter Weisssteiner jogar também, substituição feita. Emil Foitek não cobrará mais nenhuma falta hoje, já que está saindo. Albert Goliszewski agora terá uma chance para mostrar sua habilidade nas cobranças de bola parada. Quando a placa indicando 1 minuto extra foi levantada, pude ouvir um dos técnicos reclamando: “Pelo amor de Deus, né, juizão? Quer dar acréscimo ou mais um tempo de jogo?” Fim de papo! E a PM cerca o trio de arbitragem. Pura marra do árbitro que pediu policiamento, pois ninguém reclama do 5 a 1. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Chesterton. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 56% da posse de bola.

Dribles desconcertantes! Passes precisos! Calma e parcimônia em cada jogada. Jami Koskinen, do(a) Chesterton, jogou muito essa noite, Tomas Štrafėlas foi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre! Minhas retinas fatigadas vão guardar a imagem do Lukas Gutmann armando suas jogadas, se destacando no meio do escrete do(a) Melmark, Leopold Gassner não teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz.

Detalhes de desempenho

Meio-campo razoável (mt. alto) inadequada (baixo)
Defesa direita boa (mt. alto) boa (mt. baixo)
Defesa central razoável (mt. alto) excelente (baixo)
Defesa esquerda boa (mt. alto) razoável (mt. alto)
Ataque direito formidável (baixo) boa (mt. alto)
Ataque central razoável (mt. baixo) formidável (mt. baixo)
Ataque esquerdo boa (baixo) razoável (alto)
Tiro livre indireto
Defesa razoável (mt. alto) boa (baixo)
Ataque razoável (mt. baixo) razoável (baixo)
Orientação
Tática Normal Ataque pelo meio
Nível (nenhuma tática) colossal
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Leon Veirman 33′
2 – 0 Zeferino Cunha Silva 34′
3 – 0 Zeferino Cunha Silva 38′
4 – 0 Adib Berraja 42′
5 – 0 Vasil Marinov 74′
5 – 1 Gottfried Schwab 76′
1 cartão amarelo Adib Berraja 22′
Substituição Sai  Werner Trepka
Entra  Hendrik Broberg
70′
Substituição Sai  Emil Foitek
Entra  Peter Weisssteiner
80′

Posse de Bola

56%
44%
56%
44%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
7 5
1 Ataque esquerdo 1
3 Ataque central 2
2 Ataque direito 2
1 Outro 0
0 Eventos especiais 0

Estatísticas exclusivas

0

Jogo de Torneio #43 – MVC

Terceiro jogo do MVC na Taça Heróis de 2017, temporada 2. Mais uma vitória, 2-0 frente a adversário da VI Divisão da Dinamarca.

 

The spectators didn’t look too happy about the constant raining at the stadium today.The wet pitch made it difficult for technical or quick players to stand out. For once, the players relying on physical strength gained the upper hand. , confira comigo a escalação: JoraMarinov, ŠtrafėlasCunha Silva, Veirman, Koskinen, Uverskiy, BerrajaBerrocal, Tapia, Hötte.

, e os jogadores vão saindo do vestiário: FaliszewskiMagnusson, Davidsson, Grochal, DøssingFristrup, Heselle, Siveri, Borghini, BorgPettersen.

Mengo Várzea Chesterton começou o jogo num 2-5-3, enquanto o(a) Krigerne entrou em campo num 4-5-1. Uma bola longa colocada na área acabou surpreendendo a esquerda da defesa adversária aos 9 minutos, que esperava um passe curto. Leon Veirman, no entanto não conseguiu chutar em direção ao gol e a bola saiu em direção à arquibancada. A torcida do(a) Chesterton parou de respirar quando Pedro Tomás Berrocal avançou pelo lado esquerdo. Antes de a marcação chegar, ele chutou colocado e marcou! O placar eletrônico representa uma eloquente bomba explodindo e mudando o placar para 1 a 0! Atacando pela direita e passando por todos os adversários, Tauro Tapia aumenta para o(a) Chesterton, deixando o jogo em 2 a 0 aos 22 minutos. Quando é dado o apito final do primeiro tempo o placar indica: 2 a 0. Este intervalo é um gentil oferecimento da milagrosa caninha de Jarinu, patrocinadora oficial da Seleção Brasileira. Parece que o esquema “tic-tac” do técnico do(a) Krigerne funcionou muito bem, já que eles dominaram o meio de campo com 53% da posse de bola ao final desses 45 minutos.

No 67º minuto Harald Pettersen avançou pelo meio e teve uma oportunidade fantástica de diminuir, mas o chute saiu torto e foi bater com força nas placas de propaganda, onde se lia “Compre no armazém do Zé”. A falta apontada em favor do(a) Chesterton aos 71 minutos era longe demais para uma cobrança direta. A bola foi alçada para dentro da área, mas terminou nas mãos seguras do goleiro, que já estava preparado para as jogadas aéreas do adversário. Escanteio cobrado com precisão na meia-lua, Vasil Marinov do(a) Chesterton acertou um lindo “sem pulo” de primeira, a bola caprichosamente bate na trave e sobra direto nos pés de Tomas Štrafėlas, que foi travado e não conseguiu finalizar. Aos 75 minutos, Harald Pettersendribla para a esquerda tirando um zagueiro da jogada e finaliza forte, mas Marius Jora está atento e espalma para a linha de fundo. Marcello Siveri do(a) Krigernerecebeu um cartão amarelo aos 76 minutos por ficar colocando o pé na frente da bola, impedindo a cobrança de falta do time adversário. O jogador fazendo cara de vítima é vaiado sem dó pela torcida adversária. A partida vai chegando ao fim, o juiz já podia até acabar, mas decidiu dar mais 1 minuto de acréscimo. Apita o árbitro, fim da partida! O resultado final é 2 a 0. Krigerne demonstrou melhor intimidade com a bola e a manteve nos pés por 52% durante o final deste tempo.

Jami Koskinen, do(a) Chesterton deu um show à parte, desconcertando a todos com seu jogo de encher os olhos, parecendo ter sugado todo o talento do Vasil Marinovque nada fez no jogo. Minhas retinas fatigadas vão guardar a imagem do Harald Pettersen armando suas jogadas, se destacando no meio do escrete do(a) Krigerne,por outro lado, o que aconteceu com Marcello Siveri? Parece que desaprendeu a jogar bola!

Detalhes de desempenho

Meio-campo razoável (mt. alto) boa (baixo)
Defesa direita boa (mt. baixo) excelente (alto)
Defesa central razoável (alto) fenomenal (baixo)
Defesa esquerda boa (mt. alto) fenomenal (mt. baixo)
Ataque direito fenomenal (baixo) inadequada (baixo)
Ataque central razoável (alto) razoável (baixo)
Ataque esquerdo excelente (mt. baixo) inadequada (baixo)
Tiro livre indireto
Defesa razoável (mt. alto) razoável (alto)
Ataque razoável (mt. baixo) inadequada (baixo)
Orientação
Tática Normal Normal
Nível (nenhuma tática) (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

1 – 0 Pedro Tomás Berrocal 18′
2 – 0 Tauro Tapia 22′
1 cartão amarelo Marcello Siveri 76′

Posse de Bola

47%
53%
48%
52%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
6 5
1 Ataque esquerdo 0
0 Ataque central 2
2 Ataque direito 3
2 Outro 0
1 Eventos especiais 0

Estatísticas exclusivas

 

0

Jogo de Torneio #42 – MVC

Segundo jogo do MVC na Taça Heróis de 2017, temporada 2. Mais uma goleada, 4-1 frente a equipe da V Divisão da Hungria.

 

Clear skies welcomed the spectators who had made their way to the stadium today. . A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: ValentićDrouguet, Yngvesson, van der Brom, Magyar, Hanson-SmithMeusel, Ormos, MalikMoraglio, Hullebusch.

, enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: JoraMarinov, ŠtrafėlasCunha Silva, Veirman, Koskinen, Uverskiy, BerrajaBerrocal, Tapia, Hötte.

old school.76 começou o jogo num 5-3-2, enquanto o(a) Mengo Várzea Chestertonentrou em campo num 2-5-3. school.76 decidiu ignorar as laterais e executar ataques mais pelo centro, atingindo um nível sobrenatural na tática. Valeu a intenção, mas a jogada ensaiada do(a) Chesterton na cobrança de falta aos 10 minutos foi antecipada pela zaga adversária, que parece ter sido bem preparada para esse tipo de cobrança e deixou o ataque sem opções. Aos 16 minutos, Zeferino Cunha Silva do(a) Chesterton se jogou escandalosamente na entrada da área, mas o juiz não engoliu e ainda por cima deu um amarelo pelo teatro. O jogador inconformado saiu resmungando alguma coisa sobre o árbitro e o coelhinho da Páscoa… O susto para a equipe da casa foi grande quando o(a) Chesterton levou grande perigo aos 19 minutos, numa bola aparentemente inofensiva chutada por Pedro Tomás Berrocal, mas um buraco na pequena área acabou desviando a bola, e o goleiro Valentin Valentić teve que se entortar todo pra agarrar. Aos 23 minutos, Adib Berraja do(a) Chesterton chegou atrasado em uma dividida, inevitavelmente cometendo uma falta dura. O juiz considerou a falta intencional e ‘amarelou’ o jogador! Chesterton marca seu 1º gol e assume a liderança no placar, após bela jogada feita por Adib Berraja no lado direito do ataque. Ele invadiu a grande área e chutou com força, a bola acertou o travessão, bateu dentro do gol e saiu. Sorte que o bandeirinha estava atento e correu pro meio de campo, validando o gol que deixou o placar em 0 a 1. No 38° minuto, Jami Koskinen do(a) Chesterton avançou pelo meio da zaga e disparou uma verdadeira bomba, marcando o gol. O resultado agora é 0 a 2. Quando é dado o apito final do primeiro tempo o placar indica: 0 a 2. Este intervalo é um gentil oferecimento da milagrosa caninha de Jarinu, patrocinadora oficial da Seleção Brasileira. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Chesterton. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 52% da posse de bola.

Um drible fantástico no meio aos 57 minutos, tirando dois marcadores do lance de uma só vez foi o ponto de partida deste gol. A torcida da casa vibrou quando Ádám Ormos invadiu a área e chutou, reduzindo para 1 a 2. Já no final do jogo, faltou uma voz de comando no(a) Chesterton para organizar os jogadores. A falta de experiência deles fez com que se sentissem perdidos em campo. Após uma arrancada pela esquerda, Tomas Štrafėlas quase marcou mais um para o(a) Chesterton aos 74 minutos, mas o cruzamento bateu na trave e saiu, sendo apenas tiro de meta. No 74° minuto de jogo, Pedro Tomás Berrocal recebeu a bola livre após uma bela jogada pela esquerda do(a) Chesterton, tendo apenas que invadir a área e tocar na saída do goleiro marcando outro gol para os visitantes. O placar agora é 1 a 3. No 76° minuto, um erro na defesa esquerda do time da casa permitiu a Tauro Tapia chegar cara a cara com o goleiro e com um toque por cobertura marcar outro gol para os visitantes. 1 a 4. Quando a placa indicando 1 minuto extra foi levantada, pude ouvir um dos técnicos reclamando: “Pelo amor de Deus, né, juizão? Quer dar acréscimo ou mais um tempo de jogo?” Bravo! As luzes se apagam e mais um espetáculo da bola chega ao fim. O público presente nas cadeiras aplaude o placar, que mostra 1 a 4. Será que a equipe Chesterton é treinada pelo Pep Guardiola? O fato é que eles dominaram estes últimos minutos com 59% de posse de bola.

Dribles desconcertantes! Passes precisos! Calma e parcimônia em cada jogada. Götz Meusel, do(a) school.76, jogou muito essa noite, Valentin Valentić não teve perdão da torcida depois de pisar na bola, tropeçar sozinho e tocar a bola insistentemente para o juiz. Pelo(a) Chesterton, Jami Koskinen fica com o prêmio Trivelão, dado para o melhor jogador da partida, Vasil Marinov foi recebido com uma chuva de pipocas pela torcida. Que apresentação medíocre!

Detalhes de desempenho

Meio-campo inadequada (mt. alto) razoável (mt. alto)
Defesa direita boa (mt. baixo) razoável (mt. alto)
Defesa central formidável (mt. alto) razoável (baixo)
Defesa esquerda boa (mt. baixo) boa (alto)
Ataque direito ruim (alto) fenomenal (alto)
Ataque central inadequada (mt. alto) razoável (alto)
Ataque esquerdo ruim (baixo) excelente (mt. baixo)
Tiro livre indireto
Defesa razoável (alto) razoável (mt. alto)
Ataque inadequada (mt. baixo) razoável (mt. baixo)
Orientação
Tática Ataque pelo meio Normal
Nível sobrenatural (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

0 – 1 Adib Berraja 33′
0 – 2 Jami Koskinen 38′
1 – 2 Ádám Ormos 57′
1 – 3 Pedro Tomás Berrocal 74′
1 – 4 Tauro Tapia 76′
1 cartão amarelo Zeferino Cunha Silva 16′
1 cartão amarelo Adib Berraja 23′

Posse de Bola

48%
52%
41%
59%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
4 9
1 Ataque esquerdo 2
2 Ataque central 3
1 Ataque direito 3
0 Outro 1
0 Eventos especiais 0

Estatísticas exclusivas

 

0

Jogo de Torneio #41 – MVC

Primeiro jogo do MVC na Taça Heróis de 2017. Vitória 3-0 frente a adversário da VII Divisão da Itália.

 

Rovito 0 – 3 Chesterton

Clouds darkened the skies at the stadium today. . A torcida vai falando o nome de cada um dos jogadores: MynarekPeeters, Morningstar, Schaetzle, Özşah, PabstSabadini, Vuksanović, MastronzoKrzywda, Cooreman.

, enquanto uma constelação de craques vai entrando em campo sob os aplausos frenéticos da torcida! E lá vêm eles: JoraMarinov, ŠtrafėlasCunha Silva, Veirman, Koskinen, Uverskiy, BerrajaBerrocal, Tapia, Hötte.

Rovito está escalado na formação 5-3-2. Já no caso do(a) Mengo Várzea Chesterton, a formação escolhida foi o 2-5-3. Rovito parecia querer usar o contra-ataque de nível genial como arma para tentar vencer o time adversário. Aos 23 minutos, com uma velocidade impressionante, Zeferino Cunha Silva deixa o vagaroso Jaime Pabst com a língua de fora e completa a jogada com um belo gol para o(a) Chesterton. O placar agora é de 0 a 1. A partida estava com 33 minutos jogados quando Dmitry Uverskiyentrou pela direita e mandou uma bomba, levando a torcida visitante à loucura. O(a) Chesterton aumentou para 0 a 2. O jogador do(a) Rovito, Remy Cooreman, recebeu um cartão amarelo e algumas palavras duras do árbitro depois de uma forte entrada sobre um adversário aos 34 minutos. Um contra-ataque do(a) Rovito aos 44 minutos poderia ter resultado num gol, mas Kazimierz Krzywda, que invadiu o campo adversário pela esquerda, foi travado na hora do chute. Um pênalti foi marcado aos 44 minutos e Leon Veirman não desperdiçou a chance de fazer mais um gol para o(a) Chesterton. 0 a 3 para os visitantes. Acerte o seu aí que eu arredondo o meu aqui. O juiz aponta o centro do campo e termina esta etapa. 0 a 3. As torcidas aproveitam o intervalo e estendem faixas pedindo PAZ nos estádios de futebol. No derradeiro minuto, Chesterton se sobressaiu contra seu adversário dominando o meio com 56% da posse de bola!

Vendo o goleiro adiantado aos 48 minutos, Jaime Pabst do(a) Rovito, bate do meio de campo direto pro gol, tentando encobrir o goleiro, mas o chute encontra as mãos do esbaforido goleiro que tira do modo que consegue. O goleiro dá uma risadinha nervosa e gesticula como quem diz: ‘aqui não!’ A torcida da equipe da casa vibrou quando a investida pelo meio de Mark Hötte aos 61 minutos resultou numa das melhores defesas do dia feita pelo goleiro. Rovito quase marcou após um contra-ataque pela esquerda aos 62 minutos, mas o chute de Massimo Mastronzo bateu no zagueiro. Aos 69 minutos, Tomas Štrafėlas do(a) Chesterton se jogou escandalosamente na entrada da área, mas o juiz não engoliu e ainda por cima deu um amarelo pelo teatro. Aos 71 minutos, vendo que as coisas estavam feias e atrás no placar, o técnico do(a) Rovito resolveu mudar e mandou Matteo Ledda pro campo. Quem teve que sair foi Baltazar Mynarek, que não parecia nada satisfeito ao rumar para o vestiário. O time da casa trabalhou bem a jogada pelo meio e quase diminuiu o placar quando Remy Cooreman tocou na saída do goleiro, mas Marius Jora estava alerta e não permitiu o gol. Já tinha jogador sentindo cãibra em campo, mas quando o juiz disse que vai ter mais 1 minuto de jogo, os jogadores parecem ter decidido dar um pique final. Fim de papo! E a PM cerca o trio de arbitragem. Pura marra do árbitro que pediu policiamento, pois ninguém reclama do 0 a 3. “Quem tem que correr é a bola e não vocês”, costuma dizer o técnico do(a) Chesterton. Seus jogadores seguiram bem os seus ensinamentos e chegaram ao fim deste tempo com 57% da posse de bola.

Minhas retinas fatigadas vão guardar a imagem do Massimo Mastronzo armando suas jogadas, se destacando no meio do escrete do(a) Rovito, enquanto que o Matteo Ledda leva o prêmio Botinha Anatômica pela sua atuação ridícula em campo. Jami Koskinen, do(a) Chesterton, com as pinceladas de Michelangelo nos pés, pintou uma bonita obra de arte no campo com um futebol exuberante, por outro lado, o que aconteceu com Vasil Marinov? Parece que desaprendeu a jogar bola!

Detalhes de desempenho

Meio-campo inadequada (alto) razoável (mt. alto)
Defesa direita boa (alto) boa (baixo)
Defesa central brilhante (baixo) razoável (mt. alto)
Defesa esquerda excelente (mt. alto) boa (mt. alto)
Ataque direito inadequada (alto) fenomenal (mt. baixo)
Ataque central razoável (mt. alto) razoável (baixo)
Ataque esquerdo inadequada (mt. alto) boa (mt. alto)
Tiro livre indireto
Defesa razoável (alto) razoável (mt. alto)
Ataque inadequada (baixo) razoável (mt. baixo)
Orientação
Tática Contra-ataque Normal
Nível genial (nenhuma tática)
Estilo de jogo neutro neutro

Reações da comunidade

Ninguém escreveu um comunicado de imprensa sobre isso ainda.

Publicar um comunicado de imprensa sobre essa partida

Destaques

0 – 1 Zeferino Cunha Silva 23′
0 – 2 Dmitry Uverskiy 33′
0 – 3 Leon Veirman 44′
1 cartão amarelo Remy Cooreman 34′
1 cartão amarelo Tomas Štrafėlas 69′
Substituição Sai  Baltazar Mynarek
Entra  Matteo Ledda
71′

Posse de Bola

44%
56%
43%
57%

Distribuição de chances

Mandante Visitante
7 7
3 Ataque esquerdo 0
1 Ataque central 3
2 Ataque direito 2
1 Outro 1
0 Eventos especiais 1

Estatísticas exclusivas