E que venha o Diagonal!

Noite de jogo na Copinha. E não um jogo qualquer. Nunca antes o Taquaraço havia avançado até as semifinais da competição, torneio recheado de clubes mais ricos. Quis o destino que o adversário em busca pela final fosse outra equipe emergente no contexto dos Amigos do Kickers: a equipe irmã do Arkantos Warriors. Mas engana-se quem pensa que o jogo seria mais fácil do que enfrentar algum medalhão das antigas, como o escrete enfrentou nas Quartas-de-final.

As maiores valências da equipe comandada pela dirigente Tatiana Schmitt são o forte ataque e a busca pelo domínio do meio-campo, estratégia principal utilizada pelo alviverde. A comissão técnica taquarense gastou os miolos durante a semana pensando na melhor estratégia para conter a fortíssima meia cancha da rival, e acabou chegando a uma conclusão, citada por John Hardman na entrevista coletiva ao final da partida:

– Percebemos que mesmo atuando fora de seus domínios, era provável que a equipe do Arkantos apresentasse maior volume do meio-campo. Desta forma, tivemos a preocupação de montar a equipe mais equilibrada possível, não sacrificando os demais setores da equipe apenas para reforçar o meio. O resultado do jogo mostra que essa foi uma estratégia correta.

O Taquaraço acabou finalizando o jogo em 4×1 e carimbando sua vaga para uma final inédita contra a equipe do Diagonal, que despachou o já tradicional selecionado do Fox. Brkovic não fez gol mas saiu com o troféu de melhor em campo. E ainda por cima prometeu:

– Não fiz gol na semi, mas o torcedor pode estar certo que irei balançar a rede do Diagonal na final!

Com uma promessa dessas, não há torcedor que não fique confiante e sinta que é possível cometer o crime de sair como campeão da Copa de Amistosos, o título mais cobiçado na história pelo Taquaraço.

About taquaraco